Conselhos a um poeta

quinta-feira, agosto 08, 2013 Jussara Neves Rezende 42 Comments

 
 Prezado escritor,



A poesia é o extrato das experiências do poeta e o poeta uma espécie de filtro através do qual se extrai aquilo que deve se eternizar. Ler poesia é, portanto, de certo modo, conhecer o poeta, mas, mais que isso, é aprender com ele aquilo que é digno de ser lembrado. 




 

 
Senti isso ao ler seus versos. Como se o conhecesse e presenciasse suas caminhadas na orla da praia, o olhar observador, arguto ou melancólico.
Alguns de seus poemas – você saberá quais através de minhas observações – considerei perfeitos, prontos para ganharem o mundo através da publicação. Outros, entretanto, são passíveis de revisitações transformadoras, ou seja: podem ser revistos, retocados, melhorados. 


 
 
Às vezes a simples troca de uma palavra pode salvar o ritmo do poema (você notará isso em algumas sugestões que fiz se ler em voz alta o verso como está e como pode se tornar), por isso é muito importante ler e reler e reler os próprios versos – até que eles, cortados aqui, ampliados ali, soem como música ao nosso ouvido, pois o ritmo (cadência, melodia) é uma das principais características da poesia e a distingue da prosa.   


 
 
 Pode acontecer, entretanto, depois de muita leitura do mesmo poema, que o autor não consiga mais perceber o que passa ou falta nos seus versos. Neste estágio ele na verdade não está mais a ler o poema, mas a adivinhá-lo, quase como se estivesse a recitá-lo. É o caso, então, de esquecer por uns tempos (às vezes anos) o poema na gaveta até que seja possível lê-lo como se pela primeira vez e então notar onde o ritmo está perfeito, onde não está.

 
A brevidade é uma característica que aprecio em poesia. A boa poesia, segundo entendo, deve dizer o que é preciso em poucos versos. Note que são pequeninos os seus poemas que mais me agradaram, ao passo que os mais longos considerei menos poéticos e mais próximos da prosa. Não basta recortar um texto em prosa para se criar versos. O verso nasce do fôlego do poeta, do que cabe dizer entre cada respirar. Mais que isso: o verso tem a linguagem trabalhada, inusitada, distanciada do comum. Você termina de ler e suspira: aquilo é belo, é poesia, quase música, é arte.


 
Não que a poesia não possa tratar de temas filosóficos ou políticos, banais ou frugais: pode! Mas o modo de tratar será sempre diferente daquele usado num texto jornalístico, por exemplo, numa crônica ou num conto. Alguns de seus poemas nasceram, acredito, com vocação de crônica e não há razão para obrigá-los a ser poesia. O que é necessário – e aqui fica minha orientação mais importante para você – é reunir para a publicação aqueles que têm mais características em comum: ou a brevidade, ou a temática, ou, ou... você, entretanto, é a pessoa mais indicada para decidir isso. 
 
 
 
Se fosse minha a futura publicação, eu reuniria os poemas nascidos da observação da orla da praia, dos bares e de tudo aquilo que rodeia o poeta – como o poema cujo titulo foi escolhido para nomear a obra. Os poemas todos soariam em uníssono, lindamente. Quanto aos poemas que nasceram com vocação de crônica, eu os reuniria num livro de prosa poética ou trataria de ampliá-los, transformando-os mesmo em crônicas – novas publicações, outros momentos, novos sucessos.

 
Isso foi o que pude observar numa rápida leitura, apenas para que você tenha uma ideia do trabalho que desenvolvo. Que você é um poeta é incontestável: só o artista tem esse olhar que vagueia a ver além do que o olhar comum enxerga. Que é um bom poeta eu também não duvido, embora acredite que deva repensar e reescrever alguns versos para ao final alcançar o som uníssono a que me referi.


 
Pense o seguinte: não é preciso publicar tudo de uma vez. O bom livro de poesias é aquele que lemos de um só fôlego e relemos logo em seguida. Livros grossos de poesia são reuniões de tudo aquilo que um poeta consagrado já lançou e que as editoras publicam de olho nos fãs desse poeta. O poeta iniciante deve, como Carlos Drummond de Andrade ao lançar seu primeiro volume de poemas, chegar apenas com “Alguma poesia” e deixar na boca e na alma de seus leitores um gostinho de quero mais.
Espero ter ajudado com o que observei. No mais, sucesso!
 
Grande abraço da
 
Jussara Neves Rezende
 
 
 
Clique aqui para conferir meus conselhos anteriores a um outro poeta.


Convido os amigos que me visitam a darem uma olhada no belo post que o João Antônio, o Tonico, fez sobre a minha poesia. Aqui.


Imagens deste post: Google Imagens

42 comentários:

  1. Jussara
    tão lindas explicações!
    e o voo do pássaro finalizou com leveza
    parabéns
    bj
    Zizi

    ResponderExcluir
  2. Caramba, vc é muito boa no que faz. Como é importante ter uma opinião independente, segura e sábia como a sua. Espero que o poeta aproveite bem os seus conselhos.
    Beijo, querida Jussara.
    Ruthia d'O Berço do Mundo

    ResponderExcluir
  3. Jussara

    Sou eu quem ficou sem fôlego ao ler esta magnífica postagem. Antes fui lá nos seus escritos anteriores a um outro poeta.
    Quanta falta devem estar sentindo os seus ex-alunos.. Embora eu não saiba fazer poesia sinto sempre a sua melodia e vejo nela a principal essência, a do encantamento. Cada aula sua me acresce muito como aprendiz. Retocar a poesia ou recortar, reler até que transforme numa linda música com cadência e melodia que a distingue da prosa. E mais ainda o verso deve ter a linguagem trabalhada, inusitada, distanciada do comum, nasce do fôlego do poeta,
    do que cabe dizer entre cada respirar. Adoreeeiii.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  4. Ju, (eu, a intima, rsrs)

    Tem muita gente que me inspira, mas você me ensina...

    Cada postagem é uma aula, mas uma aula deliciosa, daquelas que a gente não quer que acabe, porque aprendemos de forma suave... deliciosa...

    Sabe, levando para o lado dos blogs ás vezes me sinto como se tivesse que escrever tudo de uma vez, publicar logo, como se não houvesse amanhã, rsrs
    Mas eu quero que as pessoas sintam prazer na leitura dele, e esse seu ensino com certeza vou levar comigo...

    Amo te, sua delicadeza e carinho me são muito caros viu ??

    Bjus 100 querida

    ResponderExcluir
  5. Querida Jussara, muito boas as suas explicações e conselhos, a mim só resta te apreciar mesmo, hoje li em outro blog uma frase que adorei, "Se vc não consegue ser o poeta seja a poesia" é o que me resta rsrsr Bjooosss

    ResponderExcluir
  6. Jussara que bueno saber de poesía , a mi me gusta mucho leer , muy buenas sus explicaciones
    Cariños

    ResponderExcluir
  7. Que belos conselhos, que sábias palavras. Tem uma expressão que me incomoda "crítica construtiva", pois nem sempre é assim entendida mas nesta análise de um poeta você soube como poucos orientar, aconselhar, apontar falhas e incentivar o autor. Foi bom vir aqui e vou levando alguns destes passarinhos para enfeitar a minha vida.

    ResponderExcluir
  8. Oi Jussara,
    Adorei o texto. Eu já gostava de alguns poetas e algumas poesias, mas não era uma apreciadora de poesia no geral. Nos últimos tempos estou aprendendo a gostas de algumas poesias e alguns poetas que antes não me encantavam.
    Aproveite o final de semana!
    Bjs

    GOSTO DISTO!

    ResponderExcluir
  9. Que privilégio o deste poeta poder ter seus trabalhos analisados por você... Desejo que a produção literária dele frutifique bem tutoreada e adubada pelos seus conselhos.
    Um grande abraço!
    Egléa

    ResponderExcluir
  10. Oi Jussara!
    Menina, o que são essas imagens LINDAS??? Amei, amei, amei... que doçura em cada pássaro com os livros...
    Também amei as tuas dicas para os poetas... sempre é importante aprender e aperfeiçoar a escrita.
    Lá em 95 lancei um livro de poesias, mas depois acabei deixando um pouco de lado, quem sabe um dia volte?! Por isso vou ler com muita atenção às tuas observações!
    Quero te desejar um lindo fim de semana e abençoada nova semana!
    Aí em Minas tá tão FRIO igual aqui no Sul? Estamos congelando!!!
    Bjkas
    Mila

    ResponderExcluir
  11. oi Ju, estou passando pra desejar um lindo fim de semana pra você!
    Olhar os passarinhos das imagens já me distraiu, elas são pura poesia... suspiros! rs

    bjo grande

    ResponderExcluir
  12. Olá Jussara, querida

    Adoro ler e aprender, sempre um pouco mais com voce.

    Gostei muito dessas gravuras, com esses lindos livros e passarinhos.

    beijo carinhoso e ótimo fim de semana

    Regina Célia

    ResponderExcluir
  13. Oiiii Jussara, me encanta muito a maneira como vc escreve, seus conselhos para um poeta é quase uma poesia pra mim.
    Grata pela dica do sal nas flores artificiais, adorei saber!
    BjoBjo querida;)
    Celina Alves
    Luxos e Luxos

    ResponderExcluir
  14. Tuas orientações são inspiradas e poéticas aulas. Lindo de ler e o autor deve ter adorado! beijos,ótimo fds e li sobre o céu azul de lá. Sempre que lembrares, podes fotografar e mandar,tá? beijos,chica

    ResponderExcluir
  15. Amei seu blog! Especialmente porque eu sou estudante de letras e pretendo me especializar em literatura. Estou seguindo.

    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Que seu final de semana seja de amor e luz!
    bjus.

    ResponderExcluir
  17. Oi, Ju,

    Os seus conselhos são ótimos e me lembraram os de Rainer Maria Rilke a Franz Kappus, rsrs. As imagens deste post também foram muito bem escolhidas, a última, especialmente é - no mínimo - poética, rsrs.

    Um beijo e ótimo finzinho de semana!

    ResponderExcluir
  18. Olá, querida Jussara!
    Cheguei até aqui pelo blog "O Tacho da Pepa", em sua postagem de hoje.
    Fiquei literalmente encantada por este espaço!
    Realmente, o seu blog faz juz as palavras da Pepa.
    Amei e fiquei!!

    Beijos,
    Fabiana.

    ResponderExcluir
  19. Olá Jussara. Um post para invadir nosso coração e mente de coisas boas.
    Parabéns!!!!
    Obrigada por sua visita sempre carinhosa ao meu cantinho.
    Tenha um abençoado final de semana, querida. Beijos.

    ResponderExcluir
  20. Olá Jussara como estas? Adorei essa conversa com o poeta oculto. Dicas preciosas que muitos necessitam para que sua obra fique perfeita. Essa semana fiquei muito feliz quando visitei munha professora Erony da 5º e ela me mostrou um caderninho cheio belas poesia. Como o poeta pode nos enganar. Lendo os poemas vi uma saudosa declaração de amor, e pensei se outro ler vai pensar que foi feito a um amor perdido, mas conhecendo ela, sei que foi para seu saudoso filho.
    Bjos e tenha um ótimo domingo e feliz dia dos pais da família.

    ResponderExcluir
  21. Oi Jussara,
    Li, mas só agora voltei para comentar :)
    Que lindo texto, adoro como escreve 'o verso nasce do fôlego do poeta' lindo!
    Isso é pura poesia!
    Como a vida, não é preciso publicar tudo de uma vez, vamos com calma e sabedoria, deixando um dia após o outro com esse gostinho de quero mais!
    Sou sua fã! :)

    Adoro o 'aquário bolinha' e ele sempre me lembra desenho animado mesmo, lembro logo do peixinho do Pinóquio rs
    Também adoro o barulhinho da água,o Feng Shui utiliza muito o 'poder' da água para acalmar e relaxar, e acho que funciona também!rs
    bjs
    ótimo domingo.

    ResponderExcluir
  22. Procure curtir a viagem da vida,
    observando cada arbusto, cada riacho,
    beirais de estrada e
    tons verdes de paisagem.
    Preste atenção em cada ponto de parada,
    e fique atento ao apito da partida.
    E quando decidir descer na estação
    onde a esperança lhe acenou,
    não hesite.
    Desembarque nela os seus sonhos.
    De aquele abraço apertado nesse Dia Dos Pais ,
    Que espera você na última estação .
    Caso seu pai não esteja a sua espera
    muitos pais estão a espera dos filhos.
    De aquele abraço com um largo sorriso
    o importante é saber , que nesse Domingo
    esteja feliz seja como filha , filho
    ou pai.
    Um abraço e um beijo carinhoso.
    Que seja eterna nossa amizade.
    Caso gostar na postagem
    deixei um mimo para você.
    Evanir S Garcia.

    ResponderExcluir
  23. Quem não aprecia uma bela poesia? Aquela que nos toca a alma e o coração?
    Amei também as figuras de livros e passarinhos, duas coisas que amo de paixão.
    bjosss

    ResponderExcluir
  24. Ju adorei sua postagem!
    Alguns dos meus poetas preferidos são Carlos Drummond de Andrade, Cecília Meirelles e Fernado Pessoa.

    Poesia faz bem para alma :)
    Um ótimo domingo para você também.

    bjs

    ResponderExcluir
  25. Jussara,

    Através das poesias ou poemas que consigo expressar melhor meus sentimentos, mesmo que seja para falar sobre justiça ou a falta dela (mais habitual).

    Beijos

    ResponderExcluir
  26. Olha que ele deve ter amado seus conselhos. Tão bem explicados e tão definidos...
    E parabéns a ele que tem esse dom maravilhoso!

    Uma ótima semana, beijos

    ResponderExcluir
  27. Amei seu recadinho JU, uma linda semana pra você amiga.
    Aqui em casa estou na saga de pintar meu guarda-roupa com uma pátina louca que nunca mais acaba, rs

    bjoooo ;)

    ResponderExcluir
  28. Sábios conselhos e que linda poesia amiga parabens tenha uma ótima semana bjs!

    ResponderExcluir
  29. Oi Jussara,
    Aproveite a semana!
    Bjs

    GOSTO DISTO!

    ResponderExcluir
  30. Eu concordo com o gostinho de quero mais...
    Beijos

    ResponderExcluir
  31. Jussara, obrigada por todo o carinho, amiga. Sua postagem é leve, contagiante e linda, a poesia é a vida em arte de alguém, puro capricho, beleza pura, amei o post. bjinho!

    ResponderExcluir
  32. Perfeitas orientações sobre a poesia e arte de estimular.
    Uma bela generosidade.
    Gostei.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  33. Oi amada !!

    I love your advices ... amo a forma que colocas as palavras ... de verdade que em sua outra postagem não resisti e comprei a indicação do livro , e estou amando ler o mesmo , as amigas já estão querendo emprestado rsrs.
    Ler uma poesia , realalmente é como conhecer o poeta.
    Beijinhos
    Deus abençõe

    ResponderExcluir
  34. Oi Jussara,
    Também adoro animações.
    Assisto muitos desenhos, sempre gostei!
    Esse ficou para assistir em casa rs
    bjs, ótima semana!

    ResponderExcluir
  35. Sempre amei ler.
    Hoje leio menos por falta de tempo, mas mesmo assim amo.
    Não tenho o dom com as palavras, para colocá-las no papel... por isso elas me envolvem em forma de leitura.
    Adoro a forma como escreve.
    Você me inspira!

    Um beijo

    ResponderExcluir
  36. Ont ... Super arrasou flor ♡
    Gostei de TUDO'
    Cheirinho grande.

    ResponderExcluir
  37. Querida Jussara (tô aqui, rindo com o "Ju" da Lia... hahaha!), como te admiro, sabia?
    Seus posts são sempre muito cheios de ternura e de palavras sábias, certeiras. Adoro!!
    Obrigada por cada postagem!
    Bjns
    :)

    ResponderExcluir
  38. Oi Jussara.

    Quando comecei a ler este post me recordei da outra dica.

    Depois vi que você citou ela no final.

    Suas dicas são preciosas.

    Abraço.

    Ana Virgínia

    ResponderExcluir
  39. Oi flor! Lindas imagens vc usou para ilustrar seu post, e que post! heheheh Olha, até mesmo eu, que de poeta tenho coisa nenhuma, poderia me arriscar seguindo seus conselhos! Beijo amada!

    ResponderExcluir
  40. Aprendendo a cada "aula", descobrindo formas de olhar diferente as palavras...Amei a comparação com a música!
    Beijinhos, Ana

    ResponderExcluir
  41. Poemas podem ser feitos com palavras, com imagens e, dependendo do momento, até com o silêncio.
    As imagens que você escolheu para esta postagem são um bom exemplo de poesia.
    Bons conselhos, que ensinam a apreciar novas possibilidades e detalhes desta forma de arte tão bela quanto rara nos tempos atuais. Parabéns.

    ResponderExcluir
  42. Olá!
    Tudo bem?
    Eu como amo poesia...dou todos os créditos as suas palavras....
    Obrigada pelo carinho da visita ao blog...ainda não li nenhum livro do Coben que não termine...mas acho que iria adorar, pois adoro um depois, aquela coisa de ficar no ar.
    Saudações

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita e pelo comentário :)
Volte sempre!