Crônicas

Precipitação

Precipitação

Eu quero sempre mais que o tempo permite e essa gula me paralisa e só aumenta meu querer tornado impossível. Há contas por fazer, mas na cama os lençóis estão em desalinho e, ansiosas, as panelas esperam no fogão. Aberto, o notebook lembra a necessária revisão […]

Siqueiriiinha!… Quareeesma!…

Siqueiriiinha!… Quareeesma!…

“Siqueiriiinha!… Quareeesma!” Apenas escurecia, mas o grito da Lupércia, mãe do menino, conseguia, ao menos durante aqueles quarenta dias, trazê-lo mais cedo para casa. Eu devia ter uns doze anos e em minha vida de menina protestante nunca a Quaresma representara coisa alguma. Era curioso, […]

Bolinhos de Carne OU Joãozinho e Maria na versão de minha bisavó

Bolinhos de Carne OU Joãozinho e Maria na versão de minha bisavó

Era uma contadora de histórias a minha bisa. Ia dizer que ela gostava de contar os “causos” perdidos no tempo, recuperados por sua memória e ofertados por sua voz, mas não sei ao certo se ela realmente apreciava contá-los ou se apenas se dedicava a esses […]

Você viu o passarinho azul?

Você viu o passarinho azul?

Minha bisavó era o tipo de avó aconchegante que hoje não se encontra mais. Era baixinha e gorda, de cabelos curtos e brancos, e usava vestidinhos simples e retos que variavam apenas na estampa, sempre a mesma nas minhas lembranças. 8 8 Na época em que vivemos na […]

Flores sobre a mesa

Flores sobre a mesa

Uma das lições que aprendi com minha mãe – dessas que se aprendem pelo gesto, sem que seja necessário que alguém faça grande ou nenhuma preleção sobre o assunto – foi a de colocar flores sobre a mesa. Minha mãe sempre gostou de plantas e […]

Assim era meu pai

Assim era meu pai

  Meu pai era um homem habilidoso, capaz de criar botões de madeira e miniaturas perfeitas de taças, jarras e tachos. No quintal da minha infância havia uma limeira na qual ele amarrou um balanço que ele mesmo construíra, em madeira e ferro, e de […]

O hóspede

O hóspede

Elienai, Ateliê Molina Eram muitos quilômetros a serem percorridos, a pé ou em lombo de mula, entre um povoado e outro. Às vezes a noite surpreendia o caminheiro ainda longe do seu destino, no meio do nada. Uma fumacinha distante indicava uma casa perdida em […]

Crônica de Natal

Crônica de Natal

Via O som de cantos natalinos alcançava e dissipava meus sonhos. A cama estranha que acomodava de improviso os primos que caíam sonolentos – nossos pais ceavam – nem rangia com a minha saída, os pés descalços e os olhos a tentarem se ajustar à […]

Sobre bonecas de papel

Sobre bonecas de papel

Num livro delicioso, em que narra as aventuras de sua família como pioneira na colonização dos Estados Unidos, Laura Ingalls Wilder conta que, na ausência de brinquedos, ela e suas irmãs brincavam com os botões que a mãe juntava num vidro ou recortavam de revistas […]

A percepção da nuance

A percepção da nuance

Punham-me para dormir na sala do pequeno apartamento num edredom dobrado onde também dormia meu irmão. Éramos crianças e visitávamos nossos tios em São Paulo. Meu irmão, mais novo que eu dois anos, dormia logo e nem imaginava as agruras pelas quais eu passava acordada […]