O uso do Ponto e Vírgula

O uso do Ponto e Vírgula

Quando sua frase está muito extensa, mas você prefere dar continuidade ao raciocínio que está sendo desenvolvido em vez de colocar um ponto final e recomeçar, você pode optar por usar ponto e vírgula (;), de modo a deixar uma separação mais clara entre as orações, já que ele implica em uma pausa maior:

“Os policiais, na rua, tentavam conter os manifestantes, os curiosos se esgueiravam pelas esquinas, alguns feridos, angustiados, aguardavam atendimento médico.”

No exemplo acima foram usadas 6 vírgulas. Como se trata de um mesmo assunto, que se prolonga, o uso do ponto e vírgula pode deixar mais claro o texto:

“Os policiais, na rua, tentavam conter os manifestantes; os curiosos se esgueiravam pelas esquinas; alguns feridos, angustiados, aguardavam atendimento médico.”

Leia em voz alta as duas construções para perceber como a segunda (com 4 vírgulas e o ponto e vírgula sendo usado duas vezes) separa melhor uma frase da outra.

 

 

Curiosidade: A Campanha de Prevenção ao Suicídio e Apoio à Saúde Mental tem incentivado pessoas deprimidas ou com tendências suicidas a tatuarem um ponto e vírgula em um lugar visível de seu corpo. Assim como o autor poderia ter parado a frase com um ponto final, mas resolveu seguir em frente, utilizando o ponto e vírgula, a ideia é que o deprimido, ao olhar a tatuagem, escolha seguir em frente, continuar, sem desistir no meio do caminho.

 

Pesquisei aqui e aqui. 

Crédito das imagens: aqui aqui.

 

Beijo&Carinho,

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *