Bibliotecas charmosas

Bibliotecas charmosas

É quase impossível para a maioria dos comuns mortais possuírem uma biblioteca como a que a Fera franqueou à Bela em seu castelo no desenho e no filme dos estúdios Disney. Não é inadmissível, entretanto, que com bom gosto e, em alguns casos, com ajuda de um bom marceneiro, qualquer pessoa possa criar a sua.

Se livros são mesmo a sua praia e você não vive sem eles, vai chegar o momento em que terá que acomodá-los em algum lugar…

8

Ainda que esse lugar seja um armário antigo em que, no passado, louças eram guardadas, se por perto houver um sofazinho bonito, um quadrinho e algumas flores, você terá criado, com muito charme, sua biblioteca pessoal.

8

Uma cristaleira antiga pode virar uma linda biblioteca particular. Pintura nem se faz necessária, pois marcas do tempo são muito bacanas e muitas vezes são até “construídas” para parecerem antigas quando na verdade não são. Você pode mandar trocar por vidro as portas de um guarda-roupas velho também. O efeito é bem bonito.
8
É preciso ter olhos espertos que saibam unir o útil ao agradável. Um piano herdado da avó, por exemplo – mais a carcaça dele que ele propriamente – um violoncelo, um velho baú, a moldura de uma janela… No caso deste piano, o efeito decorativo é inegável, mas a ele se aliam o aproveitamento do espaço das prateleiras onde se organizam os livros e, obviamente, as memórias ligadas ao tempo em que o piano funcionou de fato como piano.
8
Se você tem por ventura uma lareira em casa e não a usa – conheço casos de pessoas que fizeram questão de possuir uma por considerarem romântica a ideia de se aquecerem ao lado dela no inverno, mas desistiram disso depois de uma ou duas estações frias – achei bem interessante esse conceito de lareira-biblioteca, o que não deixa de criar na sala o aconchego que se pretende quando se imagina a construção de uma lareira.
8
Solução simples e acessível a todos os bolsos, os caixotes de feira organizados num canto ganham graça com quadros colocados na parte superior dos caixotes, assim como vasinhos de flor, alguma escultura ou artesanato. O almofadão de tricô ou crochê é uma espécie de convite para sentar ali e escolher o livro da vez.
8
A falta de espaço não pode ser desculpa para não criar uma biblioteca. Veja o caso deste espaço ao redor da escada. Criado por um motivo qualquer da engenharia, foi prontamente aproveitado para organizar os livros do/a morador/a. E não é que ficou lindo? O livros parecem ter se casado perfeitamente com os quadros escolhidos para o lugar.
8
Uma estante branca, comum (eu tenho várias assim), pode se tornar a biblioteca ideal se associada aos objetos decorativos corretos: um abajur de pé junto de uma poltrona aconchegante, com almofadas, é praticamente um convite à leitura… Junte-se a isso uma mesinha charmosa cheia de revistas e um vaso de flores e você tem um biblioteca que certamente me convence, rs.
8
Cama ou sofá cheio de almofadas mega coloridas ao lado da estante de livros branquinha, comum. A biblioteca charmosa está criada.
8
Um cantinho de leitura que pode ou não ser o seu quarto de dormir… O meu jamais poderia, pois sou alérgica demais para dormir tão perto de livros tão expostos ao pó. Mas ter um cantinho assim, embaixo de uma escada, para organizar os livros e ali mesmo ler e sonhar? É o sonho de consumo de muita gente e nem é tão difícil realizar.
8
Nesta biblioteca chama a atenção as cores clarinhas escolhidas. Tão suave o azul das estantes e o rosa das poltronas. Entre estas uma mesinha com abajur para leitura e uma jarra com rosas. Certamente uma biblioteca feminina.
8

 

Nesta, ao contrário, as prateleiras vermelhas são o foco, embora faça bonito o contraste com o branco do teto e da lareira e com o xadrez do tapete.
8

Por último, a sobriedade desta biblioteca em que até os livros parecem fugir das cores e privilegiar aquelas que predominam no armário em que são guardados, bem como as cores das poltronas e das paredes.

8

Estas são algumas das imagens que me inspiram e que coleciono no painel “Bibliotecas charmosas”, no Pinterest.  Veja mais clicando aqui.

Beijo&Carinho,
 8


35 thoughts on “Bibliotecas charmosas”

  • Oi Jussara, que delícia de post!
    Amei os cantinhos de leitura, gostaria de deixar minha biblioteca mais aconchegante, mas o quarto que transformei em biblioteca é pequeno e está cercado de estantes até o teto em todas as paredes! Só ficaram livres a janela e a porta…
    Tenho uma pequena escrivaninha e uma poltroninha lá também.
    Bjs

    • Oi, Cris. O seu caso se parece com o meu. Quando meus filhos se mudaram de minha casa mudei minha biblioteca que ficava no terceiro andar, ao lado de uma sala de TV, para o antigo quarto de minha filha, no andar de baixo. Lá em cima havia espaço para poltrona, sofá, mesinhas, abajur… No quarto onde ela está atualmente alojada não há espaço para aconchegos. Funciona bem como um escritório, o que é satisfatório, pois preciso disso, mas essa belezura das imagens eu não tenho. Breve farei um post com foto da minha biblioteca…
      Abraço!

  • Olá Jussara, que belas ideias de uma biblioteca e aproveitamento de espaços e ou objetos simples ou descartáveis. A leitura nestes ambiente realmente nos levam para dentro do livro. Amei esta debaixo da escada e a seguinte a ela. Ler é mesmo uma viagem e para isso bom aeroporto faz se necessário.

    Linda semana a voces com o bom frio que baixou pelas Gerais.
    Meu terno abraço amiga.
    Bjs de paz.

    • Adorei a ideia da biblioteca como um aeroporto… e não é que é mesmo?
      E bota frio nisso, meu amigo! Tô perdendo a paciência… gosto da temperatura em torno dos 22 e não dos 2 🙂

  • Oi, Ju,

    Eu amo bibliotecas! Gostei de todas as ideias apresentadas neste post. O canto que tem o sofá bem grudadinho na estante, o outro, que aproveitou o espaço sob a escada são provas de que não é tão difícil criar um cantinho para os livros e para a leitura, não é mesmo? rsrs. Como eu tenho muitos livros, uma parte deles está espalhada pela casa, mas, se Deus quiser, hei de organizá-los até o fim do ano, rsrs.
    Saudades, minha amiga, a minha ausência por aqui é porque estou meio ausente até do meu próprio blog.

    Um beijo e bom dia

  • Olá, Jussara! Que bom receber a sua visita!
    Adorei as diversas sugestões, eu que , como sabe, não vivo sem livros.
    Curiosamenete, depois de os ler, ofereço-os a uma pequena biblioteca de bairro. Guardar, só os clássicos e aqueles que me muito me marcam.
    Está a gostar do Pintassilgo? Esse foi um dos tais que não ofereço.
    De momento leio Helena Ferrante, que publicou uma coletânea de 4 livros, iniciando com "A amiga genial". É uma escrita envolvente, sintética, sem clichés, limpa. Vou no terceiro volume e único problema é que eu tenho vida para além dos livros – sabe como é perder a noção do tempo, de tudo? É assim! Revejo-me na estória e, principalmente, no discurso. Não perca.
    Beijinhos, querida e … volte a Portugal! Volte! Cada vez mais considero o meu país o melhor local do mundo para viver!

    • Não ouvi falar da autora nem da coletânea, Nina, mas vou anotar para procurar. Sobre O Pintassilgo… estou a gostar mais da linguagem da autora que da história propriamente. Ela escreve muito bem!
      Eu sabia, antes de conhecer Portugal, que era o meu lugar no mundo. É duro agora ter certeza disso e estar distante!
      Abraço!

  • Minha amiga,

    Estou num momento ótimo para construir minha pequena biblioteca! O guarda-roupa do meu filho quebrou. Nós desarmamos e guardamos a madeira empilhada. Vou mandar cortar e fazer umas prateleiras para livros e depois eu volto para te mostrar a "arteirice"… kkkkkk
    Você me inspirou com seu post! Amei!
    Abração,
    Drica.

  • Boa tarde, Jussara, lindas sugestões, amei!
    Preciso começar a pensar em soluções para acomodar meus livros, ou melhor, vou precisar doar os livros, que estão acomodados em 2 quartos com estantes em todas as paredes.
    Vou ter de pensar em algum cantinho menor, para os que não conseguir me desfazer.
    Adorei suas sugestões, vieram bem a calhar…
    Dias felizes, abraços carinhosos
    Maria Teresa

  • Olá, tudo bem?
    Adorei as belas dicas. Meu sonho é de ter uma biblioteca em casa. Mas fiz prateleiras para guardar nossos livros. Meu filho mais velho tem uma imensa coleção de livros enquanto que minha filha, passa longe dos livros.
    Bjos
    Tenha uma ótima semana.

    • Sua casa é linda e combina com livros, Anajá. Seu marido é um artista com madeira… estou certa de que as prateleiras ficaram ótimas! Aqui em casa os dois gostam de livros: minha caçula lê (não tanto quanto eu lia na idade dela, mas lê bem), já o meu filho mais velho adora comprar os livros e vê-los na estante, mas dificilmente lê. Quem entende? rs
      Abraço!

  • Gostei de todas. Um dia ainda terei todos os meus livros reunidos numa só casa e a minha sogra deixará de me importunar por causa dos inúmeros caixotes que estão por lá, carregadinhos.
    Abraço
    Ruthia d'O Berço do Mundo

  • Muito bom, eu tenho livros por todos os cantos em casa, inclusive atrás da porta em um espaço de 20 cm entre o batente e a parede que virou uma estante até o teto. Quando chamei o marceneiro ele disse que atrás da porta não dava para fazer nada, mas eu provei que seria uma estante do tamanho perfeito para meus livros. Não tem tanto charme, mas é muito funcional. Bjos, Ju.

    • Que legal, Silmara! Eu havia separado a imagem de uma estante como essa sua, entre o batente e a parede, mas a qualidade da imagem estava muito ruim e acabei descartando-a, com muito pesar, pois achei que era charmosa, sim. E muito prática. Adorei saber que você tem uma!
      Abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *