Poema e poesia - outra tentativa de explicação

segunda-feira, fevereiro 22, 2016 Jussara Neves Rezende 26 Comments



Às amigas que ainda não percebem a diferença


Inverti, pela primeira vez, a ordem de publicação e divulguei inicialmente pelo Facebook o trabalho abaixo:




Uma imagem recolhida na Web se transforma em moldura para um poeminha que  crio a partir dos conceitos de poema e poesia.
A poesia sempre a essência, o belo, o que encanta em diferentes espaços e situações; o poema, por outro lado, sempre a forma, o verso que capta (ou ao menos tenta) a volátil poesia.

Se o assunto lhe interessa, leia o que escrevi a respeito aqui e aqui.



Beijo&Carinho,

Jussara



26 comentários:

  1. Que lindo,Jussara! Poesia mora me ti! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Então... estar atenta a toda poesia que nos rodeia.
    Entendi?
    Um abraço! Estou degustando o Breve Lua.
    Egléa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso mesmo, Egléa. A poesia está em toda parte, é preciso sensibilidade para percebê-la e arte para fixa-la no poema :)

      Excluir
  3. Adoro saber dessas diferenças que nos passam despercebidas no dia a dia. Amei!
    Beijos
    Adriana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Adriana! São coisinhas pequenas, mas que fazem a diferença :)

      Excluir
  4. Oi Jussara, é a Vi, com você ensinando fica bem mais facil.
    Gostei do seu poeminha.
    Boa semana,beijos,Vi

    ResponderExcluir
  5. Oi Jussara, muito lindo! Um xeru e bom início de semana.

    http://pedacinhobysandra.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Linda esta definição que não se encerra no laço. É como saudade né Jussara, quem há de achar que a definiu?
    Gostei.
    Uma linda semana de laços e pássaros a inspirar.
    Meu terno abraço mineiro de flor.

    ResponderExcluir
  7. Respostas
    1. Vi primeiramente seu comentário no outro post, rs
      Que bom que gostou! Abraço!

      Excluir
  8. Jussara
    como eu misturo tudo, foi bom saber dessas diferenças em forma de poema.
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muita gente mistura, Zizi, mas isso não importa muito. Bom mesmo é se cercar de poesia! :)

      Excluir
  9. Olá minha querida, que alegria encontrar essa bela obra com uma maravilhosa explicação. Para tudo tem que ter dom e tu tens.
    Bjos e felicidades.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Anajá! Seu elogio significa muito para mim, pois você e seu marido são cheios de dons também :)

      Excluir
  10. Que bom que voltou, outro blog, lindo!
    Sempre inspirada... A internet precisa de gente assim, Jussara.
    Ainda vou ter que ler muito pra saber a diferença de um e de outro... E não me esquecer mais.
    Beijos, ótima semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A poesia é meu ar, Claríssima!
      Bom tê-la aqui!
      ;)

      Excluir
  11. Jussara, muito obrigada pelo seu comentário, um afago no meu coração.
    Senti a sua falta e é bom tê-la de volta.
    Entendi a dicotomia - poesia/ poema ou, poderei dizer -
    - Conteúdo/ continente ?
    Beijo da Nina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo, Nina, você entendeu perfeitamente!
      Abraço!

      Excluir
  12. Respostas
    1. Obrigada, Cris. Fico feliz por receber de você este elogio, já que é pródiga em postagens cheias de beleza e delicadeza.
      Abraço!

      Excluir
  13. Jussara, a poesia mora em si de forma natural, sem arquétipos, ela faz parte do seu respirar, do seu olhar, da forma como cozinha... E isso é tanto, minha amiga!
    Os meus parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, AC! Sei que faz parte de você também! :)

      Excluir

Obrigada pela visita e pelo comentário :)
Volte sempre!