Ninho de pássaro

domingo, janeiro 24, 2016 Jussara Neves Rezende 34 Comments



Embora eu tenha espalhado casinhas de pássaros pelas varandas e pelo quintal de minha casa, nunca consegui que um passarinho quisesse nelas morar.
Mais sucesso obtive com um comedouro para aves – frequentado por canários da terra, bigodinhos, coleiros, rolinhas e pardais – e com um bebedouro de água doce (diariamente trocada) procurado por caga sebos e colibris.
Alegra-me o coração – de uma maneira que acho difícil explicar – saber que esses pássaros estão livres para ir onde quiserem, mas que procuram pelo comedouro, logo pela manhã, certos de ali encontrarem nova porção de quirela de milho. Sua presença é tão certa que chego a acreditar que de cima das árvores, para além do meu muro, eles me espreitam e aguardam para virem em bando tão logo eu renove a bocada do dia.
Numa dessas manhãs, enquanto trocava a água dos beija-flores, descobri no canto de uma viga do telhadinho do quintal, um ninho de rolinha de onde a passarinha me encarava compenetrada.


Chovia a cântaros para além do telhado, mas sob ele a rolinha repousava enquanto no comedouro o macho buscava a refeição. Momento de puro encantamento a partir do qual passei a controlar até mesmo minha respiração ao sair ali, tal o medo de assustar a jovem mãe sobre os ovinhos.
Hoje, dia ensolarado, aviso com cuidado à passarinha que irei fotografá-la para perpetuar a alegria de tê-la ali. Ela se entrega ao click, mesmo sem concordar muito, o olhar ressabiado em meus gestos. Os meus olhos desvio logo, para não perturbá-la, e entrego-me à matutina tarefa de alimentar pássaros e aguardar o que será.



Beijo&Carinho,

Jussara


34 comentários:

  1. Oh, mas que lindo, Jussara! No mê passado, tivemos uma visitinha dessa e a rolinha só foi embora depois que os filhotinhos já estavam fortes para voar. Ficamos morrendo de saudades... Publiquei até fotos no FB... Meu quintal é uma festa de pássaros... Amo!Toda tarde faço pipoca de panela para minha filha e eu e a reserva dos pássaros é garantida. Acredita que eles já sabem a hora e ficam esperando? Fico super feliz com isso!!!
    Beijos e ótima semana para você.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Isabel,
      claro que acredito que eles ficam esperando... é justamente o que percebo aqui.
      Adorei a ideia da pipoca... vou adotar! :)

      Excluir
  2. Adoro momentos assim e aqui também na garagem do prédio, temos a sorte de terem escolhido pra fazer ninhos os passarinhos!Lindo de ver! bjs, chica e boa sorte!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, Chica, não precisar prendê-los para tê-los por perto, não é mesmo?
      :)

      Excluir
  3. Que delícia de texto. Me peguei sorrindo ao ler e quase escutar sua voz contando a história.
    A passarinha olhando pra foto tá o máximo!
    Te amo, minha escritora favorita.
    Beijos,

    Ângela

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se mesmo conhecendo a história você gostou do texto é porque ele deve realmente ter algum valor, não é? rs
      Obrigada por ser (quase sempre) a primeira leitora dos meus escritos.
      Te amo!

      Excluir
  4. Boa tarde, colega Jussara!
    Que privilégio receber aves no quintal, né? Por aqui, das vezes que casais fizeram ninhos, não se deram muito bem mas às vezes, tentam a sorte.
    Ei, moça!
    Passe lá em "GAM Dolls (2)" e confira a nova restauração que eu fiz.
    Aproveito pra te convidar a participar do meu "Concurso Cultural de Aniversário de 4 anos do meu blogue". O link está bem no começo da barra lateral direita. Só clicar e participar.
    Ficarei feliz com tua visita e comentário, sempre tão gentis.
    Tenha uma linda nova semana.
    Abração pra você! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nos dias de vento fico tensa, Gam, de medo de ninho e pássaros despencarem pro "abismo". Deve ser tão triste, não é mesmo?
      Claro que vou passar por lá! ;)

      Excluir
  5. Que belezinha Ju! Aqui em casa, já tivemos um ninho de beija - flores, preso às folhas de um vaso de samambaia. Os filhotes voaram dentro de exatos vinte e um dias. Agora,tem varios beija-flores colhendo o néctar das flores, então, fico pensando, se algum dos visitantes, seria algum daqueles filhotes. . . Tomara que sim! Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ou talvez sejam outros, Rosita, jovens casadoiros que em breve constituirão um novo ninho :)

      Excluir
  6. Lindo! Aqui em casa tem um ninho de sabiá no canto do muro e alguns ninhos de rolinha no pé de limão. São lindos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ownn... que lindo! E que chique ter um ninho de sabiá no próprio quintal!

      Excluir
  7. Oiiii Jussara! Que bom te ler novamente! Estive muito ausente dos blogs no ultimo ano por falta de tempo, inclusive do meu! Agora estou atualizando minha lista de blogs amigos para reativar o contato! Muitos amigos já não blogam mais! Fico feliz que ainda esteja por aqui! Vou levar o link do seu blog para minha lista! Quanto a postagem, já morei em casa que as rolinhas faziam ninhos, mas vez ou outra os filhotes caiam do ninho e apesar dos nossos esforços acabavam morrendo, eu ficava incomodada pois minha filha sofria muito! Mas é a natureza né! Bjossss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Kellen, que bom tê-la aqui!
      Acho uma pena que alguns amigos não bloguem mais, pois o Facebook é muito superficial para o meu gosto...
      Acabei de dizer a uma amiga que fico super preocupada em dias de ventania por imaginar que pássaros e ninho despenquem no "abismo".
      Imagino o quanto sua filha devia sofrer, tadinha!
      Abraço!

      Excluir
  8. Deixo um sorriso rasgado por poder partilhar esse belo momento.
    Beijinhos
    Ruthia d'O Berço do Mundo

    ResponderExcluir
  9. Jussara, essa é uma vantagem de morar em casa. O contato com a natureza fica mais fácil. Os pássaros encantam demais e, certamente, com seus cuidados, não sairão daí. Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deus permita, Marilene, que os ninhos sempre se renovem por aqui!
      Abraço!

      Excluir
  10. que delicia amiga aqui onde moro tem muitos passarinhos e na minha arvore sempre tem ninhos amo demais, bjkas minha linda um ótimo mês pra ti

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Dinha!
      Que bom ter sempre ninhos por perto. Torcendo aqui para que outros venham construir novos ninhos!
      :)

      Excluir
  11. São detalhes cotidianos como esse que emprestam carinho e encantamento ao conceito que temos de lar, transformando nosso cantinho num “encantinho”.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Sylvio! Dita com tanto encanto! Obrigada! :)

      Excluir
  12. Pois é, Jussara, são estas pequenas/grandes coisas, de um modo difícil de explicar, que mais profundamente mexem connosco.
    Gostei muito do post, do que dele transparece...

    Uma boa semana :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, AC. Você, mais que muita gente, sabe transformar pequenas/grandes coisas em uma incrível prosa poética. Sou fã!
      :)

      Excluir
  13. Jussara,

    Que sorte! Eu amo os passarinhos. Lindos, delicados, e abençoados por Deus com tanta graça. Quando criança nasceram 3 filhotinhos de sanhaçus. Bagunceiros. Felizes.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sorte! Você usou a palavra que me vem à mente ao pensar em um ninho em minha casa. Não é realmente fabuloso? Abraço!

      Excluir
  14. Eu vivo de atrair os pássaros e os tenho pelo jardim e janela do Apto. Mesmo nesta selva barulhenta. As rolinhas já estão viciadas e vem na janela.No jardim o Ben-te-vi e o sanhaço assustados só expiam. Beija-flor faz festa e borboletas raríssimas vem.Mas é mito bom acordar com eles por ali e com seus cantos matinais.
    Abraços amiga e bom fim de semana neste paraíso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Embora ariscos, creio que eles entendem quem lhes quer bem, não acha, Toninho? Isso explica que mesmo na selva barulhenta da cidade você possa contar com eles.
      Abraço!

      Excluir
  15. oi Ju!!
    Que delizadeza de post...estava precisando desta leveza para alma!! Adorei a visita e seu recadinho no blog.
    um grande beijo
    Regiane

    ResponderExcluir
  16. São vivências únicas, mesmo que se repitam uma e outra vez.
    Sei bem o que é ter aves nidificando ali, ao nosso lado, debaixo de nossos olhares e do êxtase contido, para não perturbar ;)
    Eu preciso do contacto com a natureza e, em especial, com essas criaturas aladas e, vou tendo a sorte de os ter por perto, de uma maneira ou de outra: mesmo agora, a viver em apartamento, sou vizinha de uma floresta magnífica, altamente povoada e até chego a ser visitada por uns atrevidos que me vêm espreitar ali de cima, do murinho da varanda ;)


    bj amg

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que delícia ser vizinha de uma floresta, Carmem! Bênção de Deus!
      Abraço!

      Excluir
  17. Oi Jussara,
    Já tive hóspedes emplumados na minha garagem e adorei a presença deles, mas agora com os gatos (tenho 6) eles não aparecem mais.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 6 gatos, Betty! Os passarinhos com certeza desistiram, rs
      Abraço!

      Excluir

Obrigada pela visita e pelo comentário :)
Volte sempre!