Artes na varanda

sábado, janeiro 18, 2014 Jussara Neves Rezende 38 Comments

Na tarde escaldante revisito, pela memória, outras tardes, mais amenas, embora também ensolaradas...
A sala ampla de Dona Néia Alvim abria-se para receber minha mãe e eu. Minha mãe ia receber aulas de crochê, eu fazia-lhe companhia, ainda sem entender a mágica de fazer nascer renda das próprias mãos.
Mais tarde, na varanda de Dona Lúcia Paiva, amiga e vizinha de minha avó, participei, ainda, do meu primeiro “Clube do tricô” – um grupo de mulheres de idades diferentes que se reunia para crochetar, tricotar ou conversar simplesmente. As filhas de Dona Lúcia eram jovens e falavam de namoros; eu era menina e queria aprender a fazer cachecóis e pulôveres para minhas bonecas.
A que distância esse tempo, esse tudo! Ficou-me – a fazer lembrar essas tardes antigas – uma edição, do princípio do século XX, do livro Heide, de Johanna Spyri, herdado de Dona Lúcia, e a saudade da dona da varanda e de seu sorriso alegre. Ficou também o encantamento pelas rendas nascidas de pontos, laçadas e mates.
Ás vésperas do último Natal esse encantamento bateu-me à porta, vindo do sul. Anajá Schmitz, do blog Minha vida de campo, enviou-me um trilho de crochê (aqui chamamos “caminho”) nascido de suas mãos e de sua amizade. Que alegria!

Sobre a cômoda do meu quarto

Quem sabe fazer crochê pode calcular o quanto de carinho se emprega num trabalho como esse, ponto a ponto criado para alegrar quem o recebe.
  

Em boa hora chegou aqui o belo trilho criado pelas mãos talentosas e amigas da Anajá. As festas de final de ano deixam-me melancólica, mas o presente veio vibrante de energia, apto a alegrar o cantinho em que foi colocado. 
O charme do acabamento...
                                                      
Uns meses antes, outra querida, a Egléa Senna, do Jeito mineiro de ser, havia me presenteado com um porta-agulhas de crochê, feito por ela, num encantador composê de floral e poás. Surpresa deliciosa que me incentivou a partir para trabalhos em linha, não apenas os de lã (como o que estou envolvida no momento). Delicioso mimo nascido também do afeto, da pura amizade que não há como retribuir a não ser sendo também amiga. 
Fechado
                                             
A coleção de agulhas tem início...
A coleção aumenta aos poucos...
                                           
Ângela, minha filha, herdeira de minhas memórias, juntou restinhos de lã (para os quais, confesso, eu não via possiblidades) e deu à luz duas almofadas que agora iluminam seu quarto.
             



             
O bordado da colcha foi feito por mim, o barrado de crochê é arte de minha mãe

Minha mãe, crocheteira desde aquelas antigas tardes, presenteou-me com um anel, mistura de pérola e aro perdidos e duas florezinhas de crochê.
            



             

Essas artes – e o afeto que envolvem – não são mesmo bastantes para espantarem calor e melancolia?
 Comente, comente, comente.... vou amar!
Abraço,
Jussara Neves Rezende
Recado importante: Devido aos problemas que me impediram nos últimos meses de dar ao Minas de mim a atenção que gostaria, pensei seriamente   em descontinuar suas publicações. As pessoas incríveis que conheci através dele e as amizades que fiz por aqui, entretanto, tiraram-me a coragem necessária para efetivar isso. O que farei, então? Manterei as publicações, embora esporadicamente, e continuarei a frequentar os blogs que admiro ainda que não tenha artigo algum para oferecer em troca. Peço-lhe, por isso, que não se sinta na obrigação de retribuir minhas visitas, pois se o(a) visitar, será porque realmente aprecio o seu espaço. Peço, ainda, a quem se interessar pelas minhas publicações, que assine para receber por e-mail as atualizações do Minas de mim, pois não haverá, de hoje em diante, qualquer regularidade (como tentei manter) em relação a elas. Fora isso, só tenho a agradecer a sua presença aqui, seus comentários, sua amizade.
Grande abraço! 

38 comentários:

  1. Querida Jussara!!São 16 horas e 42 minutos, acabei de acordar ( soninho da tarde...) e vim aqui no note, ler um pouquinho, então deparei-me com seu post lindo, cheio de afeto, estou aqui chorando...acredite, fiquei tão emocionada!Amada, fazer trabalhos manuais me dá sempre muito prazer, eu costuro, bordo , faço crochê...enfim, fiquei pensando de onde herdei esta vontade de mexer com as mãos...me vieram lembranças lindas...de minha mãe que aos 76 anos ainda costura, crocheta, inventa moda; de minhas tias queridas, em especial tia Ligia, que aos 80 anos ainda declama poemas nas festas de família.Mas que lembranças doces, mágicas, revigorantes! A gente aprende tanto nesta vida, né? E às vezes esquecemos de agradecer, de dar valor.Suas palavras mexeram comigo e me fizeram refletir sobre os dons que temos.Obrigada amiga.Que seu ano novo seja cheio de esperanças e de palavras lindas pra gente!Mil beijos e parabéns pelos mimos recebidos.Você merece.

    ResponderExcluir
  2. Oi Ju querida... que lindo post! As artes manuais são, de fato, um encanto... sou suspeita para falar, né?
    Eu amo crochê e não sei nem pegar na agulha, então admiro demais quem tem esse dom. E o que é essa colcha com os seus bordados e esse barrado que sua mãe fez? Linda demais!!! Amei!!!

    Quanto ao blog, eu sei bem como é... eu não consigo manter uma frequência de postagens e tão pouco consigo visitar todos os blogs que tenho em minha lista... aliás, o seu blog é o que mais visito... portanto mocinha, não deixa a gente, viu?
    Beijo grande e um lindo 2014 pra você e sua família!

    Pri
    www.arted-casa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Olá Jussara,

    as suas lembranças das tardes junto a mulheres prendadas e na segurança da mãe é nostálgica e emociona! As almofadas de sua filhota ficaram lindas, é prendada como a mãe! Lindos e úteis os mimos que ganhou, adorei.
    Quanto a ser assídua no blogue, nada posso dizer porque as meninas já estão habituadas com minhas sumidas! De qualquer modo, receberei suas atualizações e virei pra cumprimentá-la.
    Tenha um feliz domingo.

    Beijão,
    Lu

    ResponderExcluir
  4. Olá Jussara, querida

    Nossa quantas coisas lindas voce nos mostrou hoje. Fiquei encantada, lindos presentes voce ganhou. E as almofadas da sua filha, adorei, pois gosto de cores alegres. E a colcha bordada por voce, que coisa mais linda, ainda mais com aquele barrado de croche, feito pela sua mãe. Essas coisas não tem preço, né?
    Amei também o anel, ficou maravilhoso!!!!

    Agora, quanto ao deixar o blog, não faça isso, de jeito nenhum.
    Eu sei que pouco venho aqui, mais nunca me esqueço de voce.

    beijo carinhoso

    Regina Célia

    ResponderExcluir
  5. Oi, Ju,

    Em boa hora cheguei aqui, rsrs. É que estou de férias, mas entrando esporadicamente na Internet, principalmente
    para ler os meus e-mails. E eis que entro e encontro este lindo post, que bom! rsrs. Digo com toda a sinceridade, adorei
    o texto e também os presentes, você está se tornando cada dia mais querida! E por isso mesmo faz muito bem em continuar
    publicando os os seus excelentes textos, ainda que em intervalos irregulares, rsrs. Eu também tenho encontrado muitas dificuldades
    para manter postagens regulares e, por esta e outras razões, muitas vezes sinto desânimo e vontade de encerrar também o meu blog. Mas, pelos mesmos motivos que você, vou levando, rsrs. Ah, também gostei muito das almofadas da Ângela, que bela maneira de aproveitar sobras de lãs! A colcha na cama dela também é uma graça!

    Um beijo, boa noite e bom domingo!

    ResponderExcluir
  6. UM FINAL DE SEMANA
    NA PAZ E NA LUZ DE JESUS.
    VAMOS LUTAR POR UM MUNDO
    MELHOR NEM QUE SEJA EU E VOCÊ.
    QUERO QUE SAIBA VOCÊ FOI
    E É IMPORTANTE DEMAIS PARA MIM.
    CARINHOSAMENTE ,EVANIR.

    ResponderExcluir
  7. Fios são ótimos condutores de lembranças, de bons sentimentos, de cores, de alegrias... Fios ajudam o tempo passar, impedem monotonia, espantam depressões e outras macacoas, geram peças que se transformam em agasalhos, enfeites, lembranças, carinhos... E, os fios virtuais, por incrível que pareça, podem ser fortes.
    Acredito que uma das maiores invenções da humanidade, depois que aprendeu a utilizar o fogo e da roda, foi a arte de fiar.
    Seu fio de recordações foi passeando e juntando um monte de coisas. Que alegria estar entre elas, obrigada!
    Por favor, mesmo que esporadicamente, não desapareça! Você já teceu, com fios mineiros de você, uma malha em nossos corações. A vida, por aqui, ficaria sem graça sem você!
    Um abraço bem carinhoso!
    Egléa

    ResponderExcluir
  8. Querida Jussara, que melancolia foi essa? Senti a sua falta, vim espreitar muitas vezes, na esperança de ler as suas palavras luminosas, mas não tive coragem de questionar (pensei que fosse somente uma fase com mais trabalho). Espero que esses miminhos de renda tenham limpo o seu coração e regresse com alegria.
    Um beijinho, um domingo muito doce
    Ruthia d'O Berço do Mundo

    ResponderExcluir
  9. Hola Jussara querida a mi también me pasa que muchas veces es imposible retribuir el cariño de tanta gente , uno como mujer tiene miles de obligaciones difícil de compatibilizar con mantener un blog ,, lindos regalos y que tenga un lodo domingo
    Besos

    ResponderExcluir
  10. Que lindo, Jussara! Minha mãe era exímia em bordados e crochet, e realmente havia esse hábito de as mulheres se juntarem para fazer crochet e dar dois dedos de conversa. Eu também aprendi, mas nunca tive as mãos de ouro que minha mãe tinha. Tenho muitas coisas, desde toalhas de mesa, colchas, naperons , aplicações em lençóis, algumas coisas feitas em linha tão fina que ficamos espantados com tanta minúcia e paciente trabalho.
    Tua mãe é uma artista no assunto, e a tua filha demonstra muito jeito para esse tipo de trabalho, as; as almofadas ficaram lindas, e a colcha feita "a meias" é belísssima.
    Porque será que as pessoas gostam de te presentear?!...:-)
    És uma delícia, e adorei esta partilha.
    Mesmo postando apenas de vez em quando, eu estarei aqui sempre que puder.O que interessa é a qualidade, não a quantidade.
    xx

    ResponderExcluir
  11. Como amo seus posts,Jussara....Uma mistura de encanto e poesia ...
    Olha, que belos presentes você recebeu, viu? Parabéns! Também ganhei um trilho da Anajá. Ele é verde claro, lindo parecido com este que ganhou, com continhas penduradas. Lindo mimo, não é? Ainda mais que, sabemos ter sido feito com carinho pelas mãos de alguém muito especial, como é a Anajá.
    Também amei os outros presentes, que anel singelo.... que almofadas lindas....
    Beijos, querida. Que 2014 seja repleto de momentos marcantes, muita saúde e paz para o teu lar.

    ResponderExcluir
  12. Jussara que bom vir aqui e encontrá-la! Estive visitando seu blog algumas vezes, e sempre partia frustrada. Até que um dia reparei que você havia deixado um recadinho avisando que estaria de volta... Confesso que isso deixou-me feliz e confortada. Não sei de seus motivos, mas sei que todos temos os nossos momentos ruins, nostálgicos e assim por diante. Dia desses também achei que mais cedo ou mais tarde iria ter que abandonar o blog, que não conseguiria dar conta. Mas aí fiquei pensando no quanto ele me faz bem, o quão prazeroso é escrever minhas coisinhas e ter alguém que venha compartilhar comigo... das pessoas bacanas, que, mesmo não conhecendo-as pessoalmente, mesmo assim já fazem parte de minha vida. A troca que acontece é muito boa, vale qualquer sacrifício. E você foi uma dessas pessoinhas especiais que chegou e já se instalou em meu coração. Faça o que você precisa fazer, mas não nos abandone. O Minas de mim é um lugar especial, cheio de boas surpresas, delicadezas e aprendizado.
    Beijo minha querida e uma linda semana,
    Denise - dojeitode.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Oi Jussara que delícia ler seus posts, e esse de maneira muito especial quando vc fala das artes manuais que nos faz lembrar das pessoas que tanto amamos e que tanto nos ensinaram dessas artes. Minha avó materna foi uma grande costureira, crocheteira e tricoteira. Também fazia bordados lindos, herdei dela uma colcha bordada, que hoje uso como toalha de jantar. Acho que esse gosto e paixão pelas agulhas e linhas herdei dela e algumas tias que amo tanto e fazem trabalhos belíssimos. Só não sou muito íntima de costura em máquina, apesar de minha mãe ter sido uma costureira de mão cheia.
    Jussara é tão gostoso receber mimos de amigas queridas, vêm sempre carregado de muito amor e carinho..
    As almofadas que a filhota fez ficaram muito lindas, e essa colcha que fofa, parabéns!!!
    Bjos e fique com Deus,
    Marlene

    ResponderExcluir
  14. oi Ju

    Ano passado tive varios momentos que me deixaram mais afastada do blog, tato em agosto como em dezembro.
    Agora ja estou conseguindo relaxar e não estou sentindo mais a mesma obrigação em postar, vou levar mais light, mas nem cheguei a comentar sobre isso em postagem, porque não queria afirmar algo e depois não ter certeza. O blog significa tanta pra gente, tantas pessoas especias passam por nosso caminho! e a oportunidade de ganhar m mimo feito com tanto carinho não tem preço pra quem é arteira como vc e sabe qtas horas de trabalho sua amiga empenhou no seu presente.
    Lindas lembranças das época do crochê e do tricô no meio da mulherada, oh tempo bom.

    bjo querida, espero que esteja tudo bem com vc!!!

    ResponderExcluir
  15. Jussara, fiz postagem hoje lá no FELIZ ARTE em sua homenagem, pois para mim, você é uma pessoa muito especial. Se tiver um tempinho, passa lá, tá?
    Beijos, minha linda e fique com Deus.
    Uma semana feliz para você.

    ResponderExcluir
  16. Oi Jussara,
    Fiquei sabendo pelo blog da Isabel, desta pausa e corri aqui, pois embora eu não consiga estar sempre presente, adoro o seu blog e seus escritos sempre me tocam a alma. Espero que vc não pare, pois seu blog é ótimo.
    Bjs e uma ótima semana para você.

    GOSTO DISTO!

    ResponderExcluir
  17. Olá Jussara,
    espero que estejas bem. As vezes essa melancolia aparece mas temos que expulsá-la de nossa vida. Tem coisas que vem para nós para nos preparar para a ruptura. A separação infinita dos que amamos é muito triste, acredito que assim recebemos melhor a perda, conosco foi assim, hoje guardo os belos momentos vividos com meu pai. Espero que seu pai esteja bem. Sua mãe e sua filha são artistas natas, criaram belas artes. Esse anel está um sonho. Quanto ao livro de poemas, tu não enviou, ficarei muito feliz de ganhar, pois tu escreve maravilhosamente bem, essas lembranças descritas me fizeram voltar a infância passada na Solidão.
    Bjos tenha uma ótima semana.

    ResponderExcluir
  18. Jussara!!! Eu por várias vezes neste final de ano passado pensei em o que e como faria com o Blog, por conta do tempo...
    Tento as vezes visitar, mas quando sento no computador consigo apenas fazer edição das minhas fotos, fazer a postagem e entrar no Face. Eu fico triste por não estar conseguindo me manter como blogueira...e ao mesmo tempo não me vejo mais sem estes amigos que fiz por aqui!
    Quero te desejar boas energias em sua vida, casa e que vc possa ao seu tempo continuar mostrando tantas artes lindas como a deste post maravilhoso e cheio de história.
    Beijos e te desejo uma ótima semana!
    CamomilaRosa

    ResponderExcluir
  19. Jussara, que bom que não paraste com o blog.Estou em férias há bastante tempo e por isso, mais ausente...Lindos presentes e carinhos que fazem tão bem!!! beijos fica bem, tuuuuuuuuuuuuuuudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  20. Não pare Jussara! Mesmo que seja só de vez em quando, será sempre bom ter os seus textos. Continuarei vindo pois o Minas tem muita coisa que ainda não conheci. Abraços.

    ResponderExcluir
  21. Plantar o bem, através de tudo e de todos, por todos os meios lícitos ao nosso alcance, compreendendo que, se em matéria de colheita Deus pede tempo ao homem, o homem deve entregar o tempo a Deus.(André Luiz).

    Tenha uma ótima semana. bjus muitos.

    ResponderExcluir
  22. Que pena, Jussara! Vou subscrever a tua newsletter, evidentemente.
    Revi-me nessas tardes de crochê!
    beijo

    ResponderExcluir
  23. Hummm presente de filha e de mãe...tem como não amar...
    Lindas.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  24. Boa noite amiga Jussara!!!
    Me lembrei de quando ia nas aulas de crochê em São Paulo, ainda menina nova com meus 12, 13 anos...e ao meu lado apenas senhoras...sinto saudades, mas foi lá que aprendi um pouco mais desta bela arte, só me falta é ter menas preguiça para criar mais peças...
    Todos os demais presentes são belíssimos, você merece!!!
    Não sei bem o que ocorreu com você, mas peço ao nosso bom Deus para te abençoar e te proteger sempre...
    Adoro vir por aqui e ler seus posts, independente, saiba que estarei sempre presente.
    Precisando de algo é só falar, via blog ou face... ok
    Feliz e Abençoada Noite!!!
    Bjokas...da Bia!!!

    ResponderExcluir
  25. Oi Jussara querida!

    Fiquei triste em saber que pensou em descontinuar o blog :(
    Por muitas vezes isso me aconteceu, mas resolvi fazer tudo no meu tempo.
    Faça isso! Quando sentir vontade escreva, mas não tire o blog da sua vida.
    Eu estou aprendendo a arte de crochetar. É um trabalho divino, feito com o coração.
    As almofadas que sua filha fez ficaram lindas! A colcha da cama um espetáculo.
    Aqui eu sempre aprendo um pouco e saio feliz, viu.

    Um beijo

    ResponderExcluir
  26. Oi Jussara,

    Tudo lindo de mais, desdas fotos as palavras...
    Não desista do seu blog, mesmo que ele fique quietinho por algum tempo, volte abra as janelas tire a poeira e volto a postar! Estaremos aqui a sua espera!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  27. Oi Jussara, vim conhecer seu cantinho e gostei tanto.
    Não desista menina o seu blog tem conteúdo.
    Fica aqui meu abraço.
    http://criandoartescarla.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  28. Olá Jussara

    Que belas lembranças. Parabéns pelo peloS presenteS. Adorei o anel.

    AMIGA DA MODA by Kinha

    ResponderExcluir
  29. Olá Jussara!
    Quantos trabalhos lindos!
    Achei uma graça as almofadas e o anel...que delicadeza..

    Vou torcer para que vc. tenha sabedoria para a melhor decisão. Mas pense com carinho antes de decidir ;D
    SEmpre estaremos por aqui!

    bjs
    Paty

    ResponderExcluir
  30. Hoje estou vivendo um momento muito especial na minha vida.
    Por isso estou aqui convidando você para se alegrar com minha benção.
    Tenho estado ausente porém hoje estarei
    dedicando meu tempo que deveria estar em repouso
    absoluto para me encontrar com você matar as saudades.
    Com uma mensagem de uma data muito importante para mim
    venho convidar você para buscar minhas lembranças desse dia.
    Desejo lhe um abençoado final de semana
    luz paz e Deus no seu viver.
    Beijos com infinito carinho e amizade .
    Evanir.

    ResponderExcluir
  31. Olá querida.
    As sua memórias já são um encanto, e com estes presentes cheios de carinho ficaram ainda mais valorizadas. Me lembrei do meu curso de crochê que tinha mulheres de várias idades, dos 10 até 60 anos ou mais.
    Bom final de semana!
    Bjs.

    ResponderExcluir
  32. Oi Jussara, é a Vi,essas reuniões da infância deixam marcas na memoria, que o tempo não apaga..
    Amei as almofadas que sua filha fez o barrado da sua mãe (o anel é um luxo), e seu bordado.
    Os presentes que você ganhou são lindos.
    Eu falei uma vez para Pepa, você fica escrevendo todo dia, uma hora vai cansar, escreva alguns dias da semana, ela fez assim, e esta mais facil.
    O mesmo falo para você, escreva uma vez por semana, ou cada quinze dias, a gente nunca deve fechar uma porta, pois não sabemos quais são os planos de Deus na nossa vida.
    Você é super talentosa, escreve muito bem, e escreve com suavidade e doçura..
    Muitos beijos,Vi

    ResponderExcluir
  33. Ah, menina!!!!
    Eu adoro aqui! Que bom que mudou de ideia...
    Crochê eu adoro, já fiz muito e agora não tenho muito tempo pra fazer. Amei esse seu anel... nunca tinha pensando nisso!

    Um lindo fim de semana,beijos, mineira!

    ResponderExcluir
  34. Toda una crea
    tividad en manos del color.

    un abrazo

    fus

    ResponderExcluir
  35. Oi Jussara, teus posts são sempre muito agradáveis de ler, tua memória compartilhada resgata nossa memória adormecida. Você tem razão, presentear com trabalhos feitos com as próprias mãos não tem preço, é carinho puro. Bjs
    Joana

    ResponderExcluir
  36. Lindo texto e e este fazer com as mãos também trazem para mim doces lembranças. Agora mesmo, tento encontrar inspirações para criar algo ovo para uma nova geração que vem por aqui e que precisa ser agasalhada e receber este carinho.

    ResponderExcluir
  37. Jussara. Adoro artes manuais, bordados, tricô e crochê. Eles sempre fizeram parte do meu cotidiano. Não exatamente feitos por mim, mas pela minha avó, pela minha mãe e agora pela minha irmã caçula. Mas estes descritos por você resgatando memórias tem grande toque de poesia. Já pelo início do texto até o final soa como se você fosse bordando e tricotando delicadamente com
    muita beleza.

    Dias iluminados para você sempre

    Bjs.

    ResponderExcluir
  38. Oi Ju!
    Tudo lindo!!!
    Não tenho o dom para costura, crochê e artesanato, mas sempre vi muito na casa da avó, das tias...
    Beijão!

    "Construindo Minha Casa Clean"

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita e pelo comentário :)
Volte sempre!