O livro é um mundo

O livro é um mundo
SENA-LINO, Pedro. 333. Porto: Porto Editora, 2009, p. 09. 
Comente, comente, comente… vou amar!
Abraço,
Jussara Neves Rezende


38 thoughts on “O livro é um mundo”

  • Oi, Ju,

    Eu já me apanhei refletindo sobre isso porque de vez em quando acabo lendo coisas estranhas, ou livro que
    quase se impõem a mim. Isso acontece porque minha família: marido, filhas e irmãs sempre estão me trazendo algum
    livro e eu acabo por ler alguns. Uma vez meu marido comprou umas ferramentas usadas para a oficina dele (hobby) e a pessoa que as vendeu acabou por convencê-lo a comprar também uma caixa cheia de livros. Ao examiná-los encontrei livros muito interessantes, que eu ainda não havia lido, como O nome da rosa, do Umberto Eco, 3 livros da Doris Lessing e outros. Li todos eles e acho que precisava mesmo lê-los, rsrs.

    Um beijo

  • Bom dia Jussara.. grato pela sua visita.. livros e mais livros.. eles que nos ensinam a ser quem somos.. pessoas de bem… nos videos e livros que vi e li.. fala de uma tal biblioteca de Duat… mundo intraterreno onde vamos em corpo astral para aprender.. imagina o que deve ter de livros nos planos mais sutis.. bjs e um lindo dia

  • Jussara, eu já fui escolhida por um livro, a 8 anos atras em um fatídico domingo, eu fui ao shopping comprar uma biografia do Abílio Diniz, quando cheguei na livraria, comecei olhar várias ilhas de livros, até que passei pela ilha de livros espiritas, mas não parei por que não sou espirita, porém passando por ela eu li um título que me chamou atenção chamava-se "E depois…" eu sequer peguei o livro, já com a biografia em mãos me dirigindo para o caixa, o tempo todo tive uma sensação muito forte de que eu estava sendo chamada novamente por aquela ilha de livros espiritas, foi algo inexplicável, sempre fui muito cética, no entanto, o "chamado" foi forte demais, não sei traduzir em palavras, voltei a ilha e peguei o livro que tinha me chamado atenção, era sobre vida após a morte, eu resolvi levar, no mesmo dia a noite, por volta de 11 da noite, recebi o telefonema do meu sobrinho, minha mãe havia falecido de repente, eu tinha estado com ela antes de ir ao Shopping, quando dei uma passada na casa dela, foi o dia mais triste da minha vida! eu posso dizer com todas as letras que eu fui escolhida por aquele livro, que só tive forças p ler muito tempo depois! Bjinhossss

  • Oi, Jussara! Isso acontece comigo, rsrs…Leio pouco, por causa do volume de trabalho, mas os livros que chegam a mim, tinham que ser lidos em algum momento da vida…Não acredito em coincidências, rsrs…
    Beijinhos! Ana

  • BOA TARDE, CONTERRÂNEA!
    CONCORDO, PLENAMENTE! O LIVRO É UM MUNDO (OS, ALIÁS). NELES PODE-SE VIAJAR, MERGULHAR, PASSEAR, IMAGINAR E TUDO ISSO, SEM TER QUE SAIR DO LUGAR. 😉
    DÊ UMA PASSADINHA NO MEU BLOG, VENHA CONFERIR MINHAS ARTEIRICES NOVAS!
    AH… E SE VOCÊ JÁ ERA MINHA SEGUIDORA, ANTES DE 14/11/13, VENHA PARTICIPAR DO MEU CONCURSO CULTURAL DE NATAL. FIZ ESPECIALMENTE PRA QUEM
    ME SEGUE. CONFIRA!!!
    http://gamdollsdois.blogspot.com.br/2013/11/concurso-cultural-de-natal-pra-voces.html
    TENHA UMA LINDA QUINTA.
    ABRAÇÃO PRA VOCÊ!

  • Olá Jussara,

    Fiquei rindo aqui, pois sempre digo que compro um livro que fica me chamando. Quando vou a uma livraria, costumo olhar para um livro e depois fico sentindo o olhar dele sobre mim-rsrs. Aí, né, acabo comprando o meu 'paquerador'-rsrs.
    Há fatores que nos levam a optar por um livro, seja em função do autor, seja em razão do seu gênero. Sempre temos uma motivação quando procuramos um livro para leitura, a menos quando somos presenteados com eles. Através de sinopses, indicação de alguém ou de uma bela resenha, acabamos sendo atraídos ou seduzidos (escolhidos) por um livro.

    Muito interessante a colocação. Achei super bacana a imagem e os dizeres.

    Belos e agradáveis dias para você.

    Beijo.

  • Que linda imagem, é sempre uma inspiração passar por aqui, querida Jussara. Posso dizer que fui escolhida por um livro, num aeroporto em Liverpool. Tinha umas últimas libras para gastar e o preço deste livro, em saldo, era praticamente o que me restava. Agarrou-me pela capa.
    Veja a resenha que fiz dele: http://bercodomundo.blogspot.pt/2012/08/sob-o-carvalho-de-guernica.html

    Beijinho, uma doce quinta-feira
    Ruthia d'O Berço do Mundo

    P.S. Obrigada pela divulgação do sorteio lá no blog

  • Vendo por essa persperctiva quantos livros me escolheram! E quantos eu amei! E foram esses que me escolheram que mais me apaixonei. Tenho um livro que lembro que estava numa livraria e num canto tinha uma secção de promoções e fui sorrateiramente ver se tinha algo que eu gostasse. Paguei 5 contos pelo livro. Um livro russo, de um autor que não lembro agora o nome, é um autor novo, não é daqueles do séculos passados! E já li e reli várias e várias vezes! Minha paixão. E ele quem me escolheu!
    Beijos
    Adriana

  • Olá Jussara,

    pena eu não ter adquirido o hábito da leitura, era falta de tempo mesmo e, se houvesse um tempinho, era nas agulhas que eu relaxava.
    Que ótimo ter conseguido seguir o Fuso, obrigada! Eu publico poucas peças mas, terei o prazer de receber seu comentário.
    Tenha um feliz restinho de 5ª feira.

    Beijão,
    Lu

  • Olá, querida Jussara!

    Acho o seu "desafio" muito inteligente, porque somos nós que vamos adquirir um livro, e não o contrário. Ele, é "coisa", é "objeto", e portanto fica bem quietinho no seu canto, esperando o leitor/a certa, e quase que espontaneamente acontece aquela troca de olhares, taquicardia, de ambos os lados, ou só de um, e quando nem se espera, o "enlace" se dá.

    Imagine um anúncio desse género (vamos lá arranjar palavras apelativas, mas verdadeiras).

    LIVRO PROCURA CRIANÇA, JOVEM, MULHER OU HOMEM QUE GOSTE DE LER E O ESTIME.
    EM TROCA, OFERECE O PRAZER DO SEU "CORPO", CAMINHOS NUNCA ANTES PERCORRIDOS, MOMENTOS MUITO APRAZÍVEIS E INESQUECÍVEIS, E UMA COMPANHIA PARA MUITOS ANOS OU MESMO PARA SEMPRE.

    TEM DISPONIBILIDADE TOTAL E IMEDIATA.

    Acho que os livros que tenho comprado, são eles que me piscam o olho, em jeito bem namorador, porque eu fico presa ao seu aspeto estético e ao título, ou seja, ao seu nome, como quando olho um homem, e o que nele mais me seduz são os olhos e a boca. Depois as mãos e o nome, que tem de ser muito significativo.
    Conseguido o objetivo, são eles que se encostam ao meu peito e me acarinham durante muito tempo, ou mesmo para sempre.

    Lindo fim de semana, e de preferência, com um bom livro.

    Beijos da Luz.

    PS: post mais recente está no "Afetos e Cumplicidades. Assunto sério e que interessa a todos. Obrigada!

  • Oi Jussara. Que inexplicavel verdade… Os livros nos escolhem mesmo. Nos levam pra passear em terras misteriosas e nos devolvem sempre transformados. Tambem acho interessante que pessoas diferentes lendo o mesmo livro encontrem diferentes belezas e ensinamentos nas mesmas palavras. Aqui no seu blog ando sendo escolhida por alguns livros sobre os quais voce fala! Abraços!

  • Olá Jussara, agradeço suas palavras, na verdade há livros que nos atraem não só pela capa mas seu conteúdo é muito gratificante.
    Se desejar tentar seguir, vou explicar, o Google colocou uma ferramenta que bloqueia os meus seguidores, se a Jussara entrar no meu blog através do navegador Safari , ou então no meu link aparece um outro icon clik nele para desbloquear, porque blogs como o seu não gostava de perde-los. De qualquer maneira obrigado.
    António

  • Os livros escolhem-nos, tal como o homem que connosco acaba por casar, podemos ter ouvido falar dele, ter olhado para ele, indecisas tentamos folheá-lo para ver se o conteúdo das palavras nos seduz tanto como a sua capa.
    Depois de várias aberturas do livro, de várias leituras inacabadas e tantos olhares, decidiremos ficar para sempre com ele , ou não.
    Há livros que nos escolheram tão bem que ficamos com eles até hoje, sempre abrindo e folheando de vez em quando.
    xx

  • Oi Jussara,
    Nunca tinha pensado muito sobre esse aspecto.
    Mas pensando com mais calam, muitas vezes os livros que lemos trazem mensagens para um momento em especial.
    Coincidência ou não, melhor acreditar nesse mundo mágico!

    Obrigada pela bonequinha! 🙂
    Acho que será Maria mesmo!
    Estou fazendo outras,mostrarei na semana que vem!
    bjs
    Ótimo finde!

  • Com os livros viajo a lugares distantes, é o que mais gosto nos livros. Há pouco tempo li um livro que não entendi quase nada da narrativa e ele me deixou intrigada, porque me cativa mas, ao mesmo tempo não entendo a narrativa talvez porque li em outro idioma?. Não me lembro o nome do autor no momento, vou buscá-lo na casa da minha mãe e volto comentar com você sobre ele.
    super beijo

  • O amor de Deus é considerado o mair de todas as conquistas.
    por isso este é o amor de maior força em nosso coração.
    E através desse amor , que depositamos nossa fé e esperança
    em tudo ,que planejamos para nossas vidas.
    Como já é tradição minha a nove anos falar de fé , esperança e
    amor hoje não poderia ser diferente voltar sempre , que preciso me ausentar
    falando de amor , fé e esperança.
    Eu espero , que um dia o amor de Deus seja o maior dentro de todos os corações.
    Obrigada pelo seu carinho comigo, obrigada por saber , que existe um cantinho
    para mim no seu lindo coração.
    Que seu Domingo seja tremendamente lindo beijos,Evanir.

  • Jussara não é que é verdade… já fui a livraria louca para comprar um determinado livro, mas chegando lá acabei sendo totalmente seduzida por um outro. Não resisti! Não deu outra, lá fomos juntos para casa…
    Linda a foto, adorei!

    Beijo querida e um domingo maravilhoso.
    denise – dojeitode.blogspot.com

  • E é isso mesmo que acontece. Quando entro em uma livraria, vou xeretando, xeretando, até me encantar com algum livro. E brinco que ele me esperava. Não procuro por autor ou tema, vou olhando até ser fisgada (rss). Bjs.

  • É isso!
    Jussara, sabe que tem livros que não consigo ler de jeito nenhum?
    O Evangelho Segundo Jesus Cristo, de Saramago, é um deles…. parei na metade e quando dei por mim não sabia o que tinha lido até essa metade. Me embaralhou toda! rsrsrs

    Ótima semana, querida!
    Beijos

  • Oi Jussara, estou participando de uma oficina literária e percebi que até mesmo aqueles livros em que torcia o nariz para ler, me descobriram e estão me pedindo para lê-los. A partir de janeiro próximo inauguro um novo blog para entrar de vez no maravilhoso e misterioso das palavras. Bj grande e linda semana. Yvone

  • Olá Jussara como estas?
    Amei essa frase, e acredito que deva ser assim, sempre uma coisa nos puxa para determinado livro. Eu lia muito mas ultimamente não sei se foi minha visão que está ruim, não tenho lido mais, estou com uma caixa cheia de livros, comprei para ler, neste verão coloco em dia minha leitura.
    Mande teu endereço para meu e-mail [email protected], fiz uma coisa para ti e quero te enviar.
    Bjos e tenha uma ótima semana.

  • Os livros são como embarcadouros, únicos na sua essência: umas vezes ficamos gratos pelo embarque, a ponto de o repetirmos vezes sem conta; noutras naufragamos na sua envolvência, vomitando vergonhosamente; há ainda aqueles, cumpridores honestos, que nos ligam a outros embarcadouros; não faltam os de brilho efémero, que raramente ouvem o silvo da partida…
    Tudo isto em função do livro maior, o livro que todos ambicionavam escrever: o livro da vida!

    Beijo 🙂

  • Lindo texto Jussara.
    Viajamos através dos livros.
    Ontem mesmo não sabia se o livro me olhava ou eu quem olhava para ele. Trata-se de um que adquiri via internet faz muito tempo
    e só li o prefácio e o finalzinho e ainda não tive coragem de ler.

    Dias luminosos para você.
    Beijos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *