A louca da casa – Impressões sobre a obra

segunda-feira, novembro 11, 2013 Jussara Neves Rezende 37 Comments



MONTEIRO, Rosa. A louca da casa.
Rio de Janeiro: Ediouro, 2009.

Apesar de a ficha catalográfica preparada pela Ediouro apresentar A louca da casa como um “romance espanhol”, essa obra de Rosa Montero dificilmente se enquadra nessa classificação. Mistura de ensaio e autobiografia, o livro surpreende com suas reviravoltas narrativas que combinam literatura e vida.
“A imaginação é a louca da casa”, diz Santa Teresa de Jesus, e Rosa Montero se utiliza da frase para a comprovar. Com a linguagem límpida de um bom escritor e a autoridade de quem sabe do que está a falar, a escritora espanhola discorre com extrema lucidez sobre a importância da imaginação na vida humana, especialmente na vida dos escritores e nas narrativas ficcionais. Assim, o leitor é apresentado a uma série de escritores e seus processos de fabulação, suas idiossincrasias, medos, dúvidas, loucura, paixão e fantasia, e acaba por descobrir, por exemplo, que Goethe adulava os poderosos, que Tolstói era um “energúmeno”, que Truman Capote sofria da síndrome do sucesso, que Walzer sofreu a doença do fracasso e que a própria Rosa, aos 23 anos, manteve um arrebatador romance com um ator famoso... embora esta última história apareça em três versões dentro da obra de modo a indicar a força da fantasia (ou imaginação) em relação às lembranças.
Edição espanhola, 2003



A imaginação é um dom do ser humano que permite traduzir a confusão da vida para algo compreensível, criando uma realidade na qual é possível viver. Saber dosá-la é essencial para driblar a loucura – ponto em que a fantasia se entrega ao delírio. Em menores doses, entretanto, a imaginação permite a paixão e a vida, não apenas na literatura, mas nos domínios do real.
Estou certa de que não se trata de um livro para agradar a quem procura um enredo leve para entretenimento, mas trata-se de uma obra fabulosa (eu simplesmente amei!) para quem se interessa pela literatura e pelo processo criativo.  
Abaixo, algumas frases da obra que me chamaram a atenção:
A narrativa é a arte primordial dos seres humanos. Para ser, temos que nos narrar. (p. 12)
A paixão amorosa e o ofício literário têm muitos pontos em comum. De fato, escrever romances é a coisa mais parecida com apaixonar-se que já encontrei (ou melhor, a única parecida), com a apreciável vantagem de que na escrita não se precisa da colaboração de outra pessoa. (p.13)
Falar de literatura é falar da vida; da própria vida e da vida dos outros, da felicidade e da dor. E é também falar do amor, porque a paixão é o maior invento das nossas existências inventadas, a sombra de uma sombra, a pessoa adormecida que sonha que está sonhando. (p. 17)
Os romances, como os sonhos, nascem de um território profundo e movediço que está além das palavras. (p.28)
Escrever ficção é expor à luz um fragmento muito profundo do inconsciente. Os romances são o sonho da humanidade, sonhos diurnos que o romancista tem de olhos abertos.  (p. 102)
Escrever salva a sua vida. Quando todo o resto falha, quando a realidade apodrece, quando sua existência naufraga, você sempre pode recorrer ao mundo narrativo. (p.164)
A imaginação sem freios é como um raio no meio da noite: abrasa, mas ilumina o mundo. (p. 169)
Um mundo sem livros é um mundo sem atmosfera... um lugar impossível, inabitável. (p. 171)
Não se escreve para que os outros entendam sua posição no mundo, mas para você mesmo tentar se entender. (p. 229)

Rosa Montero nasceu em Madri, em 1951. Trabalhou nos principais veículos da imprensa espanhola e desde 1976 é colunista exclusiva do jornal El País. Autora de vários textos jornalísticos, estreou como escritora em 1979, com Crônica del desamor. Vieram depois várias obras, incluindo Instruções para salvar o mundo (2008), que estou louca para ler ;)


                                    Edição brasileira                                    Edição portuguesa


Comente, comente, comente... vou amar!
Abraço,
 Jussara Neves Rezende



37 comentários:

  1. Oi, Ju,

    Agora sou eu que estou louca para ler este livro! rsrs. É verdade, pois ele trata de duas coisas que muito me interessam: literatura e imaginação. rsrs. Também achei ótimas as frases selecionadas, algumas delas foram ditas com pequenas variações de palavras por outros escritores. Só não concordo com uma coisa: que Tolstói era um energúmeno, rsrs. Terá sido? rsrs.

    Um beijo e boa noite!

    ResponderExcluir
  2. Por tudo que aqui li e vi, deve mesmo ser muito legal! Valeu e tens o dom de nos cutucar,rs beijos,chica, linda semana!

    ResponderExcluir
  3. Gostei do que li, acredito que deve entrar na fila para "serem lidos"..rss...é, pq vou comprando e deixando na fila enquanto leio outro..rss...atualmente tenho dois na fila...rss...
    bjos

    ResponderExcluir
  4. Imaginei, a partir do título, tratar-se de um romance sobre uma louca, desequilibrada. Mas após ler suas impressões e as frases retiradas do livro (amei-as), percebo que ele é um livro indispensável. E não se trata apenas de um livro de memórias, mas um ensaio sobre o escrever literatura com imaginação e criatividade. Quem sabe esteja aí a louca que vive dentro dela e em todos nós. A louca que não está só na elaboração literária, mas que permeia o cotidiano, a vida, constrói as memórias e define quem somos.

    Obrigada Jussara pelo seu carinho, adorei seu comentário lá no blog.
    Um grande beijo e boa semana,
    Denise - dojeitode.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Olá Jussara,

    Você fez uma excelente apresentação do livro. Não conhecia a autora.
    As frases selecionadas por você deixam entrever o seu entusiamo por esta leitura e a qualidade da mesma. Suas impressões são um convite à leitura da obra. Valeu a dica.
    A obra 'Instruções Para Salvar o Mundo' parece, também, oferecer uma ótima leitura.

    Excelente semana.

    Beijo.






    ResponderExcluir
  6. Bom dia Jussara, realmente as frases que escolhestes só aumentaram a curiosidade em conhecer esta obra.
    Valeu pela dica.
    Cordial abraço, saúde e paz interior.

    ResponderExcluir
  7. Olá querida. Ainda não li "A louca da casa" mas o livro "Instruções para salvar o mundo" está definitivamente na minha lista de favoritos e releio-o, de vez em quando, para além de o ter oferecido a várias amigas.
    Concordo contigo quando dizes que a Rosa Montero não é uma escritora espanhola, ela é universal. Vou tratar de ler este outro também, acertaste no meu bichinho chamado "curiosidade" (que, de resto, é facilmente excitável quando se trata de literatura)!
    Muitos beijinhos,
    Ruthia d'O Berço do Mundo

    ResponderExcluir
  8. Oi Jussara!!!!
    Que ótimo que veio me conhecer!! Amo quando aceitam meu convite!! Sou muito feliz com isso!!
    Muito boas dicas de livros...gostaria de ter mais tempo para lê-los!!!
    Apareça sempre!!!
    Mil beijos querida e pode vir sem receio, falo de moda mas gosto muito de outros assuntos!
    Boa terça
    Cris
    http://criscriacoisas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi Jussara,
    Não conhecia, deve ser uma leitura interessante.
    Gostei de como ela descreve o que é imaginação .
    Einstein dizia que 'A imaginação é mais importante que o conhecimento...'
    Louco é quem não tem imaginação , sem ela a vida trava.
    Seja a real, a fictícia...
    No final fiquei curiosa com o 'Instruções para Salvar o mundo'

    Obrigada!
    E faça artes sim, faz trabalhos tão bonitos!
    bjs
    Ótima terça e semana!

    ResponderExcluir
  10. Conheço relativamente bem a obra de Rosa Montero. Nem por acaso, este livro é o meu preferido dela.
    É um livro surpreendente e acho que as citações foram muito bem escolhidas, tal como toda a tua apresentação do livro. Um livro que resulta de uma grande "misturada" sobre a sua infância, sobre a sua vida e a de outros vultos históricos, feito de muitas recordações, muitas delas eventualmente fantasiosas, o que em vez de retirar brilho à obra é o que lhe dá encanto. Não se sabe onde começa a realidade e a ficção, mas acaba por ser o seu livro mais pessoal.
    Excelente o teu trabalho, sempre a apostar na qualidade!
    xx

    ResponderExcluir
  11. Jussara,
    Não conhecia essa autora, mas esse livro deve ser mesmo fascinante. As frases que você colocou aqui para o nosso deleite eu amei todas. Vou procurar esse livro. Falou de um dos meus queridinhos russos eu já gostei...rsrs... mesmo que tenha sido um comentário ruim!
    Beijos
    adriana

    ResponderExcluir
  12. Oi Jussara, é a Vi, estava lendo sobre oque você escreveu, sobre imaginação e lembrando do livro do Monteiro Lobato, Reinações de Narizinho, não sei se a capa do livro, mais o seu relato, me fez associar um livro ao outro.
    Andei lendo uns livros chatos, um, até era interessante, mas "pesado", o Retrato de Dorian Gray.
    Preciso ler algo mais relaxante..kkkkk
    Amei, suas impressões.
    Boa semana,beijos,Vi

    ResponderExcluir
  13. Valeu pela dica! É muito bom um livro indicado por quem é "autoridade" no assunto. Beijo!

    ResponderExcluir
  14. A alegria quem me da é você que
    leva seu carinho no meu blog.
    A algum tempo meu céu anda
    um pouco nublado e os Dias meio cinzentos.
    As noites um pouco longa ,
    mais sem perder o brilho das estrelas.
    E o encanto da lua brilhante
    beijando meu rosto.
    Obrigada por você existir na minha vida,
    obrigada por me ajudar a superar tantos
    momentos de incertezas.
    Que Deus abençoe você e eu beijos , Evanir.
    Deixei mimo de agradecimento na postagem.
    È simples mais de todo coração.
    Com você quero comemorar 500.000 Visitas
    e tenha certeza , você faz parte da minha historia.
    Eu acredito em Deus.

    ResponderExcluir
  15. Não conhecia a escritora Rosa Montero (que vergonha!) e depois deste post estou louca para lê-la. Se os livros forem tão bons quanto as frases selecionadas, ela já vai entrar direto na minha lista de autores preferidos. Na verdade, por causa da afirmação de que "um mundo sem livros é um mundo sem atmosfera" já a coloquei na lista de melhores amigos! kkkkk! Abraço e boa semana!

    ResponderExcluir
  16. Oi Jussara,
    Não conhecia Rosa Montero, mas adorei a dica de livro. ainda não vi nas livrarias por aqui, acho que só on line.
    Tenha uma ótima noite.
    Bjs

    GOSTO DISTO!

    ResponderExcluir
  17. Oi Jussara
    Não conhecia essa escritora, mas concordo com a frase onde ela diz que escrever salva sua vida.
    é uma das primeiras coisas que um psicanalista orienta ao seu paciente no divã. Escreve. Escreve tudo o que quiser, seus sonhos, sua vida,
    Uma ótima dica de leitura e já fiquei curiosa!
    te desejo uma linda quarta feira
    bj Zizi

    ResponderExcluir
  18. Olá,
    me despertasse a vontade de ler esse livro. Obrigada por nos apresentar belas obras.
    Bjos e tenha um ótimo dia.

    ResponderExcluir
  19. Jussara,

    Eis aí mais uma bela resenha. O livro parece ser muito interessante: mais do que fazer uma resenha, você fez um passeio por um belo bosque. Mais do que fazer um passeio por um belo bosque, você colheu pequenos tesouros durante o percurso.

    Encantei-me, sobretudo, com


    Os romances, como os sonhos, nascem de um território profundo e movediço que está além das palavras. (p.28)


    Escrever salva a sua vida. Quando todo o resto falha, quando a realidade apodrece, quando sua existência naufraga, você sempre pode recorrer ao mundo narrativo. (p.164)

    Quanto a "escrever salva a sua vida", só podemos dizer, querida amiga, amém! Que fim seria de nós se não fosse essa premissa,.

    Abraço :)
    Roberto *)

    ResponderExcluir
  20. Bom dia Jussara!!!
    Ao ler o que escreveu sobre o livro fiquei com vontade de lê-lo também, gostei muito das partes do livro que compartilhou conosco...
    Feliz e Abençoado Dia!!!
    Bjokas...da Bia!!!

    ResponderExcluir
  21. Oi Jussara,
    Uma ótima quinta e feriadão por aí!
    bjs

    ResponderExcluir
  22. Oi Jussara! Passei para agradecer seu comentário na postagem de hoje. Acredite, eu estava tão insegura... algumas vezes acho que não estou bem preparada, que não consigo desenvolver com propriedade um texto... enfim, tenho consciência que preciso aperfeiçoar minhas habilidades, e muito, até porque acho que não há limites para escrita! Mas quando vejo seus comentários, penso que estou indo pelo caminho certo, e que posso aprender muito com você. Agradeço imensamente pela sua atenção e carinho.
    Beijo minha querida,
    Denise - dojeitode.blogspot.com

    ResponderExcluir
  23. Oi querida.
    Gostei muito das frases que destacou, principalmente as últimas. Fiquei com muita vontade de ler o livro.
    Tenha um bom feriado e um lindo final de semana.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  24. Olá, querida Jussara!

    Trabalho/exposição feita por você, tem primeiro prémio assegurado.
    Não te estou elogiando, só por elogiar, ou porque faz parte do comportamento "gentil" do comentador, não. Te dou "honras de primeira página", porque você é muito completa e competente, profissionalmente falando.

    Somos ambas professoras, mas eu não me dedico tanto à investigação como você, até porque também tenho licenciatura em História, mas você brilha muito mais que eu. Eu sou muito lírica, e por vezes, aliás, muitas vezes, me perco em considerações, talvez desnecessárias.

    Conheço alguns livros desta escritora, que acho "destemida" e até um pouco "louca", mas sem um pouco de loucura, e como ela muito bem diz, o mundo fica sem imaginação. Soltam-se os freios, que mais parece uma enorme trovoada, mas depois haverá luz.

    Essa obra nunca li, nem tinha ouvido falar dela, mas já ficou na lista.

    Adorei aquelas frases/citações que você escolheu para melhor nos dar a entender o temperamento e o pensamento desta escritora.

    Acho ela de rosto lindo e agaiatado, bem ao jeito do que escreve.

    Para você e para ela, NOTA 11.

    Boa sexta-feira e bom fim de semana.

    Beijos afetuosos da Luz.

    PS: postei umas frases no "Luzes e Luares". Gosta de doces? Então, está no lugar certo, amiga.

    ResponderExcluir
  25. Não conhecia Rosa Montero e sua apresentação despertou o desejo de ler e conhecer mais.

    ResponderExcluir
  26. Bom dia, Jussara! Já conheço a obra, cheia de vitalidade de Rosa Montero!
    Aliás, têm vindo a surgir novos escritores espanhóis com muito para darem.
    tem um feliz fim de semana.
    Beijo

    ResponderExcluir
  27. Confesso que não a conhecia e você abriu um leque encantado com suas colocações. Você é ótima para traduzir impressões porque o que lhe agrada torna-se inspirador para quem as lê. Realidade e ficção devem estar juntas nessa obra, já que o poder da imaginação fascina. Gostei muito de sua apresentação. Bjs.

    ResponderExcluir
  28. Ju, não conhecia essa autora (shameonme) e claro nunca tinha ouvido falar nesse título, mas pense numa pessoa doida prá ler ??
    Eu mesma, rsrrs
    Eu leio de tudo, mas confesso que por ter somente o Teco morando em minha cabecinha oca prefiro os mais fáceis, mas essas frases que você colocou me aguçaram demais a vontade...

    Vou caçar na biblioteca (aqui temos umas bem boas, srrs) e se achar te conto ( e se conseguir ler te conto mais ainda, rsrs)

    Bjus 1000 minha professora querida

    ResponderExcluir
  29. Jussara,

    Perambulando por aí, adentrei-me mais uma vez no bosque de Rosa Monteiro apresentado por você. Abri nova reflexão para esta passagem:

    "Não se escreve para que os outros entendam sua posição no mundo, mas para você mesmo tentar se entender. (p. 229)"

    Isso é belo. Entretanto, quão belo não poderá ser também se, diante da difícil empreitada de nos entendermos, alguém possa algum dia, ao ler nossas "escrituras", fazer o que não conseguimos: nos conhecermos. Creio que ainda assim estaremos salvos. Ou não?

    Abraços,
    Roberto *)

    Obs.: Obrigado, Jussara, por me possibilitar essa reflexão!

    ResponderExcluir
  30. De médicos, poetas e loucos, todos nós temos um pouco. Mas, Jussara, o meu post "Minas de Jussara" já é o 4° mais acessado do meu blog. Por isso postei mais dois poemas seus, tá? Abraços.

    ResponderExcluir
  31. Rosa Montero es una gran escritora española.No he leido aùn su ùltimo libro.

    un abrazo

    fus

    ResponderExcluir
  32. Oi, Jussara
    Já ouvi falar dessa escritora mas não tive curiosidade de saber mais dela. Gostei.
    Um texto fabuloso, como sempre.
    Querida mineira, um lindo fim de semana!
    Beijos

    ResponderExcluir
  33. Jussara,
    Não conhecia Rosa Montero. Pelas frases soltas que nos faculta da obra, creio que, se tiver oportunidade, não vou deixar de ler. Obrigado pela dica.

    Beijo :)

    ResponderExcluir
  34. Oi Jussara.
    Volto mais tarde para apreciar esta postagem. Meus olhos já estão fechando. São 23:40 horas, embora meu computador assinale
    mais de cinco horas de antecedência.

    Boa noite. Bjs.

    ResponderExcluir
  35. Oi Jussara desculpe-me da minha lerdeza. Acho que nunca ouvi falar dessa escritora , seus comentários sempre excelentes e as frases que você assinalou desperta a curiosidade de conhecê-la.
    Numa das frases do final em que você assinala que um mundo sem livro é um lugar inabitável . Você tem razão fica sem atmosfera como uma casa sem plantas e flores.

    Um lindo final de semana
    bjs.

    ResponderExcluir
  36. OLá, Jussara. Pode por favor dizer que edição utilizou? Tenho uma cujas páginas não correspondem às suas e estou à procura das citações presentes no seu post. Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na ficha catalográfica não consta o número da edição, o que indica ser a 1ª (pela Ediouro, Rio de Janeiro, obviamente). Ano da edição: 2009. Tradução de Paulina Wacht e Ari Roitman
      Obrigada pela visita :)
      Abraço!

      Excluir

Obrigada pela visita e pelo comentário :)
Volte sempre!