Teu falar te denuncia

quinta-feira, outubro 10, 2013 Jussara Neves Rezende 41 Comments






  

O que mais chama a atenção do leitor deste fragmento de Mateus que narra como Pedro por três vezes negou a Jesus, talvez seja justamente o absurdo da ação desse apóstolo que por três anos seguira o Mestre, conhecera que se tratava do Filho de Deus e havia insistentemente afirmado que Ele nunca lhe seria motivo de escândalo ou tropeço (Mt. 26: 33) e que, ainda que lhe fosse necessário morrer com Jesus, ainda assim não o negaria (Mt. 26: 35).



Outro ponto, porém, que penso que merece ser observado neste trecho, é uma das razões pelas quais identificaram Pedro como um dos seguidores de Jesus. Além de duas criadas terem afirmado que o haviam visto em companhia do Mestre aprisionado, as pessoas que estavam no alpendre da casa de Caifás, o sumo sacerdote, aguardando o resultado da entrevista que este mantinha com Jesus, aproximaram-se de Pedro e lhe disseram: “Verdadeiramente, és também um deles, porque o teu modo de falar o denuncia” (Mt. 26: 73).




Pedro estava com medo. Dentro da casa do sumo sacerdote Jesus havia sido cuspido, esmurrado e esbofeteado (Mt. 26: 67). Por esta razão Pedro preferiu negar que o conhecesse, embora tenha se arrependido amargamente depois. Apesar de ter fraquejado seriamente neste momento, porém, os anos de convivência com o Mestre o haviam marcado de forma profunda: ele não era mais um pescador comum, ele falava como Jesus e isto fez com que o identificassem como sendo “um deles” (Mt. 26: 73).


Na época em que vivemos, quando a moda padroniza as pessoas e a mídia produz modelos para serem seguidos, quando certos tipos de vocabulário e de comportamento funcionam como senhas para aceitação em determinados grupos e músicas de letras de uma incrível pobreza são cantadas sem nenhuma reflexão pelas pessoas, acredito que é preciso pensar no que disseram a Pedro: “Não adianta negar, você fala como Jesus, você esteve com ele esse tempo todo”.
Pedro praguejou. Com um vocabulário diferente ele poderia negar que era ele mesmo e assim o deixariam em paz (Mt. 26: 74).


Será que o tempo que temos estado com Jesus, louvando-o e aprendendo d’Ele através da Palavra, tem feito tal diferença em nossas vidas que olhando para nós as pessoas podem dizer que somos d’Ele? Ou nosso vocabulário e atitudes provam o contrário?
Jesus disse que a nossa boca fala daquilo que está cheio o nosso coração (Lc. 6:45). Certamente se o nosso coração estiver cheio d’Ele e, consequentemente, cheio de “amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio” (Gl. 5: 22), será sobre isto que iremos falar. E reconhecerão que temos estado com Jesus.

 Abraço,

Jussara Neves Rezende
Recado: Aos que aqui chegam, ficam, voltam, comentam... obrigada! Estou até sem graça por mais uma vez avisar que estou atrasada com minhas visitas virtuais, mas é fato. Tão logo seja possível apareço aí, sim?

41 comentários:

  1. QUE POSTAGEM SUPIMPA, COLEGA JUSSARA!
    MEU FALAR ME DENUNCIA QUE SOU SIMPLÓRIA.
    VIM DE MINAS COM 3 ANOS E AINDA PUXO OS ERRES, COM MUITO "ORGUIO, UAI!" ;)
    SAUDADES DE VISTAR-TE, CÁ ESTOU! :)
    ABRAÇÃO PROCÊ, MOÇA!

    ResponderExcluir
  2. Oi Ju, tudo bem?
    Texto excelente!!!
    De fato, temos que cuidar para que não sejamos corrompidos por tantas coisas ruins e inúteis que nos rodeiam todos os dias e que podem nos afastar de todas as coisas boas que Jesus deixou para nós!

    Beijo grande!
    Pri

    www.arted-casa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Jussara , mi amiga adoro su texto ya que yo amo mucho a Jesús y me gusta conocer gente que también lo hace ,, sobretodo en estos tiempos en que los valores están tan trastocados
    Besos

    ResponderExcluir
  4. Lindo post! Nossas palavras são como uma chave, que abre o coração e permite ver o que tem dentro dele...Infelizmente, há muitos vazios, nestes dias...
    Meu modo de falar me denuncia, pelo "leite quente", rsrs...
    Beijinhos! Ana

    ResponderExcluir
  5. Uma bela escalpelização deste trecho de Mateus, sobre Pedro, e a analogia com os comportamentos nos dias de hoje.
    Não sei se muita gente conhece Jesus como por vezes se apregoa, e se terão apreendido tanto dele como se pensa, mas acredito que quem o conheceu tenderá a não esquecê-lo e trará na sua boca as palavras que lhe encheram o coração.
    xx

    ResponderExcluir
  6. Amei o seu texto. Realmente nos denunciamos pelo o que a gente fala, pelo modo de falar. E é tão atual essa passagem biblica! Quantas vezes temos que recuar no que falamos para que os outros não nos achem seguidores de Jesus e que não nos recriminem como fanáticos ou outra coisa assim. Oh mundo!!!
    Beijos
    Adriana

    ResponderExcluir
  7. Que bela reflexão para mim, Jussara.
    Gosto muito dos textos evangélicos e destes questionamentos para os que se dizem cristãos.

    Arrisco a dizer que algumas vezes ao observar uma atitude de alguém eu até penso: Aquele ali deve ser cristão.
    Mas... tantas vezes nem é.

    E, os cristãos por sua vez deveriam imitar mais o Cristo e não o fazem.

    Sou cristã, observo isso na realidade em que vivo, também em mim.

    Abraço pra você e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  8. Jussara,

    "Teu falar te denuncia" é, a um só tempo, um belo título e uma bela verdade. Seus operadores argumentativos comprovam isso com muita propriedade, minha querida amiga. Pedro andara com Jesus, sua alma estava indelevelmente marcada pelas palavras do Mestre. Esqueceu-se o pétreo e fundamental apóstolo de que nossas companhias denunciam quem somos, ou de que o "peixe morre pela boca". O resultado foi o que você narrou.

    Se "nossa boca fala daquilo que está cheio nosso coração", se nossos textos, orais ou escritos, refletem o que somos, o que dizer de você, Moça? De sua fala, de seu texto? O que lhe desejar senão toda a imensidão da Vida, toda a imensidão d'O Algo Mais?

    Com meu humilde abraço.

    Roberto.

    ResponderExcluir
  9. Ótimo texto! Quem dera que as pessoas se espelhassem em Jesus ao invés de seguirem modas fúteis, cantarem músicas sem sentido ou "sem letra". Um ditado popular se aplica nesse sentido: "Diga com quem andas que lhe direi quem és".

    ResponderExcluir
  10. É bastante forte essa reflexão. Por quantas vias tentamos dissimular o que realmente somos, mas, em algum momento, somos "traídos" por nossas palavras. O que fazer a não ser, como Salomão, pedir sabedoria a Deus? Obrigada, Jussara, por nos lembrar o quão frágeis somos...

    ResponderExcluir
  11. Há sempre lições a tirar destas histórias de vida de Jesus e seus discípulos. Claro que o nosso falar nos denuncia: nossas palavras são o que somos. Jussara, não se preocupe, compareça quando puder. Também tenho comparecido pouco. Internei-me em Maricá na casa de praia de minha irmã Rosa para ficar sussegado, desenhando as ilustrações do meu livrinho infantil "Galo, galinha e pinto - e outras histórias". Quando tiver mais notícias, comunico. Gostei de ver os desenhos de sua mãe. Se ela tivesse tido oportunidade, certamente seria uma artista plástica. Abraços.

    ResponderExcluir
  12. Quantas vezes buscamos em nossas amizades
    uma palavra de carinho .
    E quantas vezes tem me faltado
    tempo para deixar o carinho que
    gostaria de receber.
    Hoje estou feliz por estar aqui
    para acarinhar sua alma.
    E dizer o quanto você
    é importante para mim.
    Estou deixando na postagem um mimo
    do dias das crianças.
    Não por achar que você ainda é
    uma criança.
    Mais sim a eterna criança que existe em cada um de nós.
    Um feliz e abençoado final de semana.
    Beijos ternos e carinhosos, Evanir.

    ResponderExcluir
  13. Bom ler um texto que nos leva a refletir.tenha um ótimo fim de semana

    ResponderExcluir
  14. As fotos me fizeram sentir como se estivesse na Jerusalém antiga. E o texto... profundo, lindo e pertinente. Amei. Abraços e bom fim de semana!

    ResponderExcluir
  15. A fala (também) nos denuncia. Nesse aspeto, procuro estar atenta, focada na correção (ossos do ofício...)
    beijinhos

    ResponderExcluir
  16. Querida Jussara! Penso que a palavra tem poder. Nos possibilita construir pontes ou escavar abismos. Tanto as coisas boas como as coisas ruins que estão em nosso coração são reveladas através de nossas palavras. Elas declaram quem somos, denunciam a nossa alma.Mesmo quando queremos nos enganar, quando usamos de máscaras para não deixar transparecer aquilo que realmente somos, ela nos denuncia. A maneira como nos comunicamos e expressamos, mostra claramente nossa visão do mundo, das pessoas, fé e valores. Aquilo que dizemos e a maneira como o fazemos, certamente afeta muito mais pessoas do que qualquer outra ação.

    Abraço, e um ótimo domingo!

    Denise - dojeitode.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Jussara,
    Li com toda a atenção. Perante o que conheço do mundo, talvez reformulasse a base da última questão. Parece-me que não é a boca, mas sim os olhos, que dizem o que nos vai no coração. Concorda comigo?

    Beijo :)

    ResponderExcluir
  18. Oi Jussara,
    Bela reflexão, pois de certa forma, a maneira de falarmos diz a que grupo pertencemos.
    Tenha um ótimo final de semana.
    Bjs

    GOSTO DISTO!

    ResponderExcluir
  19. Ju, teus posts sempre enriquecem minha cultura, e hoje esse enriqueceu meu espírito !!!

    Sabe que ultimamente tenho pensado muito nisso, se o meu falar tem me denunciado... bom seria se sim não é ?? Mas as vezes tenho receio que não.

    Ótima reflexão para o começo dessa semana, como sempre você foi ao cerne da questão !!!!

    Adorei, e isso nem é mais novidade !!!!

    Bjus 1000 minha querida e uma semana muito linda prá ti

    ResponderExcluir
  20. Boa noite amiga Jussara!!!
    E lendo seu post percebo o quanto Jesus é especial em minha vida...
    Nossa vida, um mistério, uma benção que apenas a fé nos faz viver cada dia melhor e mais feliz...
    Feliz e Abençoado Domingo!!!
    Bjokas...da Bia!!!

    ResponderExcluir
  21. Querida Jussara! Não adianta negar, as pessoas são sempre identificáveis através das palavras, dos gestos, das intenções - e dos textos! Seus belíssimos textos postados aqui no seu espaço, com o propósito de nos fazer refletir coisas tão importantes, identificam a pessoa adorável que você é. Beijo grande, Eunice Maria.
    efacilserfelizartesanais.blogspot.com

    ResponderExcluir
  22. Passei só pra dizer que tirei as letrinhas chatas dos comentários do blog,obrigada por avisar!!!!! Bom domingo!!!

    ResponderExcluir
  23. Perfeita na feliz reflexão numa analogia fantástica com esta passagem bíblica.
    O que mais se vê é esta negação do inegável.
    Uai sô, há que aplaudir uma construção inspirada assim.
    Carinhoso abraço mineiro de flor Jussara.
    Uma feliz semana de alegria.

    ResponderExcluir
  24. Maravilhosas tuas palavras.Foste muito feliz,mais uma vez nesse texto! beijos,chica

    ResponderExcluir
  25. A palavra tem poder. E a palavra escrita tem mais poder ainda !?
    Confie no teu poder e siga...
    Você vai atrair o que eh para você de verdade!

    Me enriquece cada vez mais os seus textos. adoro.

    ResponderExcluir
  26. Olá Jussara,

    Postagem linda!
    Excelente sua análise sobre esta passagem bíblica, assim como a analogia proposta.
    A indagação que ficou no ar deixa um ponto fundamental para reflexão.
    Não há dúvida de que as palavras e atitudes refletem a essência.de uma pessoa, ainda que ela procure forjar o contrário.

    Ótima e feliz semana.

    Beijo.


    ResponderExcluir
  27. Bom dia Jussara, oportuna reflexão.
    Abraços e paz.

    ResponderExcluir
  28. Oi lindona!
    Não te preocupes com as retribuições de visitas. As pessoas chegam aqui e ficam porque seus textos são excelentes.
    Hoje suas palavras foram demais.
    Será que tenho falado de forma que as pessoas consigam entender o que estou sentindo?
    Bom para refletir e mudar se preciso.

    Um beijo e uma ótima semana

    ResponderExcluir
  29. Oi Jussara,
    Percebo muito pelas palavras e atitudes as pessoas.
    Algumas são tão transparentes ao falar que 'de cara' percebemos que são exatamente da maneira como se expressam.
    Se muitas vezes não conseguimos passar o que somos através das palavras, acho que devemos praticar mais a fala do coração.

    bjs,ótima semana
    Obrigada!
    A festa foi superdivertida.
    Minha irmã é super criativa, tem sempre 'altas' ideias.

    ResponderExcluir
  30. Maravilhosa postagem.
    Jussara
    És uma mineira "nos conformes" sem dúvida. E quanto de nós não nos denunciamos? Seu texto é dígno de reflexão e releitura. Amei. Também estou um pouco ausente mas nunca deixarei de vir apreciar o seu adorável blogue.
    Dias iluminados para você.
    bjs

    ResponderExcluir
  31. Olá Jussara, muito interessante a reflexão que fez partindo da história de Pedro, Infelizmente estamos mesmo nos deixando levar pelas ditaduras comportamentais da sociedade, ditaduras estas muitas vezes vazias, gostei muito de ler e refletir! Bjoossss

    ResponderExcluir
  32. A máscara não esconde a essência, embora muitos se guiem por ela. Bondade, doação, amor, são transparentes e identificam um bom coração. Acredito que as palavras até podem enganar, na atualidade. O que não traz contradições é o comportamento. Bjs.

    ResponderExcluir
  33. Oi Jussara! Achei linda essa reflexão, tentei comentar no dia em que li, mas não deu... vamos ver se agora vai! rsrsr Beijo!

    ResponderExcluir
  34. Isso se aplica até a quem não tem fé (a minha vacila muitas vezes), as palavras e as ações são as únicas formas de avaliar um ser humano. Tudo o resto é ilusório e subjectivo: posses, aparência, idade...
    Posso afirmar, querida Jussara, que as suas palavras a revelam: uma pessoa doce, culta, bem humorada e inteligente. Em suma, alguém que gostamos de ter por perto.
    Beijinho, muito obrigada pelos carinhosos comentários que deixou n'O Berço (tem que regressar a Roma para visitar a Galeria Borghese).
    Ruthia d'O Berço do Mundo

    ResponderExcluir
  35. Querida Jussara, vim te avisar que tem sorteio lá no blog. Aguardo você! beijo, Eunice Maria.
    http://efacilserfelizartesanais.blogspot.com.br/
    https://www.facebook.com/pages/%C3%89f%C3%A1cilserfeliz-Artesanais/120002958100957

    ResponderExcluir
  36. Jussara
    lindas imagens
    e um texto muito reflexivo
    você sempre nos traz maravilhas escritas.
    gosto desse encontro!
    bjs
    Zizi



    ResponderExcluir
  37. Querida Jussara, adorei fazer essa leitura, uma leitura dos escritos do novo testamento que sempre é bom refletir, pois quem sou eu para condenar a Pedro mas ao mesmo tempo quem estou sendo eu agora em dizer que sigo o exemplo de Pedro que quando viu a besteira que havia feito por medo, se arrependeu e foi um bravo servo do Senhor Jesus, unindo o povo e lutando destemidamente pela Igraja de Cristo. Essa citação sua é um grande exemplo para nós, precisamos entender que o mais importante é o agora e pra sempre. Seguir a Cristo constantemente, né isso?
    Querida, eu adorei sua visita e estou refletindo sobre sua sugestão de fazer uns livros com os contos da família Felix. Obrigada pela boa idéia. Um abraço, Fernanda.

    ResponderExcluir
  38. Oi Jussara, é a Vi, a palavra de Deus é tão maravilhosa, que revela todas as falhas humanas e como Deus é misericordioso em perdoa-las, basta que reconhecer que somos pecadores.
    Em nenhum momento a palavra de Deus tenta esconder o pecado de alguém, pode ser rei, profeta, governador, ou um cidadão comum, revela tudo, deixa inúmeros exemplos, dos que reconheceram que eram pecadores e careciam da misericórdia de Deus, e daqueles que não reconheciam seus pecados e portanto não poderiam usufruir da graça de Deus.
    Então devemos, a todo instante reconhecer nossos pecados, para podermos usufruir da graça de Deus.
    Amei seu texto, muitos beijos,Vi

    ResponderExcluir
  39. Bela Reflexão Jussara, realmente precisamos nos entregar a Jesus todos os dias e viver segundo sua palavra. Vamos encher nossos corações de bondade, justiça e verdade!
    bjssss

    ResponderExcluir
  40. Jussara: que texto rico para profunda reflexão! Obrigada por escrevê-lo! Você é VOCÊ!! Esteja sempre firme e forte, denunciando-se por suas palavras, pelo seu 'jeito de falar'... Sabe que lhe quero muito bem. Meu abraço! A "sóror" Pilar, que a admira e deseja que você esteja bem, fique bem, seja BEM.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita e pelo comentário :)
Volte sempre!