Receita de Família - 2

segunda-feira, julho 02, 2012 Jussara Neves Rezende 10 Comments


Minha avó materna tem 94 anos e ainda vai para a cozinha nas tardes de sábado fazer algum quitute para receber a família aos domingos. Às vezes um bolo de fubá ou de banana, às vezes bolo de cenoura com cobertura de chocolate, que minha filha ama, canjica com paçoca – quando chega o inverno – torta de pão com maçãs ou alguma torta salgada batida no liquidificador. Às vezes ainda faz Pão de Minuto – pãozinho que conheço desde sempre, recheado (ou não) com goiabada.

Se existe uma receita que todas as minhas tias dominam, que a minha mãe faz de olhos fechados e cuja receita já distribuiu para meio mundo é a de Pão de Minuto.

Não sei quando nem com quem a receita entrou na família, mas é certo que o afago com que a acolhemos tornou-a uma espécie de tradição familiar. Minhas primas a têm anotada e nossas filhas já começam a experimentá-la.

Se comparada às receitas tradicionais de pão, elaboradas com fermento de padaria, cujas massas demoram a crescer, a descansar, a crescer de novo, o Pão de Minuto é muito fácil de ser preparado – e  rápido (esta a razão do nome) – o que faz dele uma ótima escolha para quando chega uma visita inesperada e você não tem nada para servir. Não tinha: agora tem Pão de Minuto.





PÃO DE MINUTO





INGREDIENTES



5 copos (tipo americano) de farinha de trigo
1 copo (tipo americano) de açúcar
1 copo (tipo americano) de leite
1 ovo
1 colher (café) de sal
2 colheres  (sopa) de margarina
2 colheres (sopa) de óleo
2 colheres (sopa) de fermento em pó
Opcional: goiabada e/ou pitada de canela em pó








MODO DE FAZER



Comece por juntar, com uma colher, margarina e açúcar, depois o ovo, finalmente os outros ingredientes. Depois de juntar tudo, abandone a colher e, com as mãos, deixe a massa homogênea. Nesse momento, pode-se acrescentar à massa uma boa pitada de canela em pó.

Faça pequenas bolas (menores que uma bola de pingue-pongue) com a massa e amasse-as na palma da mão, recheando-as, se quiser, com pequenas tiras de goiabada. Enrole as rodelas de massa de modo a formar os pãezinhos e coloque-os em assadeira untada com a parte da emenda virada para baixo.

Leve para assar em forno quente até que os pãezinhos comecem e ficar dourados e, desgrudando da assadeira, revelem o fundo já moreno. Não espere que os pãezinhos fiquem muito morenos para que não resultem muito secos e/ou duros depois de frios.

Guarde-os, depois de frios, em um pote bem fechado e sirva-os acompanhados de chá, café ou achocolatado.

Meus filhos optam pelo achocolatado e concordo com eles quando se trata de um lanche noturno. No lanche da tarde prefiro com café, mas não tiro a razão de quem acredita ser uma boa receita para a hora do chá.




Se fizer me conte, tá?



Comente, comente, comente... vou amar!


Beijo&Carinho,


Jussara

10 comentários:

  1. Noossa,. que carinha boa eles tem... ótima receita e que bom que ela está ativa, bem... beijos às duas,chica

    ResponderExcluir
  2. BOM DIA, COLEGA! TEM VOVÓ AINDA? QUE BENÇÃO! E É PRENDADA... DEUS CONSERVE.
    QUERIA EU TER ESTE PRIVILÉGIO...
    ADOREI A RECEITA E ADORO COMER PÃO DE MINUTO.
    TENHA UMA LINDA SEMANA E, ESPIE AS RECEITAS NOVAS DE HOJE. PASSE EM GAM DOLLS TAMBÉM. É DIA DE EMOÇÕES POR LÁ.
    ABRAÇÃO PROCÊ E INTÉ MAIS VÊ!

    ResponderExcluir
  3. Olá Jussara! Vou anotar a receita e levá-la para minha mãe, que é uma fada de forno e fogão..rrss...
    Obrigada por compartilhar esta receita de família, viu?

    Beijos e feliz terça-feira!

    Isabel Ramalho

    ResponderExcluir
  4. Huuuuuuummmmmmmmmmm!!!! Essas receitas de família...
    Já deu vontade de comer.
    Receita copiada e salva! E pode deixar que se eu fizer eu conto, tá?
    Ótima semana pra você!

    ResponderExcluir
  5. Oi Ju, tudo bem?
    Ai meu Deus, casa e mineiro é uma perdição (no bom sentido, é claro).
    Fico imaginando o momento das refeições. O cheiro, o sabor devem ser inigualáveis.
    Fiquei louca para fazer esse pão.
    Vou fazer e volto para te contar.
    Aqui em casa, como te falei, não somos mineiros de berço, mas de herança rsrsrs... então, esse pão será sucesso, com certeza! Meu trunfo!!!!
    Amei você ter compartilhado e ainda mais com um texto tão poético da receita!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Eu vou fazer...
    Muito fácil e acho que vai ficar bom!!!
    Hmmmmm.... que vontade que deu!

    Uma ótima semana, beijos

    ResponderExcluir
  7. bom dia Pessoa!

    Quando fizer contarei o resultado sim, mas só de ver a fotinho deu vontade de come-lo.

    Teu post me fez lembrar minha vó materna que era baiana e q quem eu ajudava a fazer balas de mel ou outros sabores, goiabada cascão e compotas... Coisa boa as avós daquele tempo. Eu não sou uma avó assim, apesar de ter um neto que é meu apêndice de tão grudado, heheheh.

    bjs e um lindo dia.

    ResponderExcluir
  8. Vim aqui copiar a receita...
    Depois te falo como ficou...
    hmmmmmmmmmmmmmmmmmmm

    ResponderExcluir
  9. Uma delícia, Jussara!!!

    Adorei fazer esse! É a minha cara: rápido, fácil e fica pronto num minuto.... eu sou assim!

    Beijos e ótimo fim de semana!

    ResponderExcluir
  10. CHICA E DONA GAM - Obrigada, amigas! E amém para os bons votos! ;)

    ISABEL - Leve, sim, Isabel. Ela vai gostar! Perdi a conta de quantas vezes minha mãe ensinou essa receita. Todos que provam gostam.

    CÍCERA, PRISCILA e CLARA - Façam, sim. Tenho certeza de que não vai haver erro! Priscila, minha mães diz que sou a rainha dos temperinhos... rs... por isso a comida quer faço fica gostosa... rs
    Eu amo saber que vc gosta dos meus textos!

    JUH - Faz, sim, depois me diz o que achou. Eu quero ser uma avó à moda antiga... rs. Deus permita!

    CLARA - Fiquei emocionada por saber que vc, mesmo não amando cozinha, fez a receita e que gostou! Obrigada por me contar... fez-me lebrar que "tudo vale a pena".

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita e pelo comentário :)
Volte sempre!