Peças de ferro leves como ar(te)

Peças de ferro leves como ar(te)

Ferramentas antigas ou objetos de ferro são os
materiais utilizados pelo escultor Jean-Pierre Augier para criar objetos artísticos
que impressionam pela aparente “leveza”. Esta resulta da pureza das linhas, da
harmonia e do equilíbrio entre as formas perfeitas.

A mulher, o casal, a maternidade, as fábulas e os
contos, a mitologia e os assuntos religiosos constituem os seus temas
favoritos.

Além da magia garantida por essa temática ligada ao
imaginário e pela habilidade de Jean-Pierre como escultor, sua arte ainda salva
do esquecimento e/ou da fundição as ferramentas antigas e as peças de ferro de
que são feitas.

As
esculturas de Augier já constituíram inúmeras exposições, principalmente na
França, mas também em outros países europeus, como Bélgica, Suíça e o Grão-Ducado do Luxemburgo.

Algumas
imagens de suas esculturas para encher de beleza este início de semana:

A coruja
A fuga para o Egito
A volta do Filho Pródigo
Charlotte ao vento
Madame Seguin
Mãe com dois filhos
Maria Madalena
Mulher com pássaros
O casal
O Cavalo de Tróia
O Lago dos Cisnes
O pintor da Lua
Os músicos de Bremen
Os pirilampos
Os três reis magos
Pierrot pendurado
Note que a sugestão de movimento se encontra
praticamente em todos os trabalhos – especialmente, talvez, em “Charlotte ao
vento”. Amei, amei, amei o movimento
das ondas dos cabelos de “Maria Madalena” e de seu vestido. Quem diria que de uma
broca seria possível obter esse efeito? “Mulher com pássaros” é de uma “leveza” e um “movimento”
tão delicados que parece ter nascido como efeito de alguma magia. E
realmente não foi?
Nascido em Nice, na França, em 1941, Jean-Pierre
Augier cedo manifestou seu interesse pela natureza do lugar em que vivia (seu
pai era agricultor) e pelos animais. Começou a criar objetos artísticos com o
que encontrava – sementes, agulhas de pinheiro, argila – aos oito anos e antes
mesmo da primeira comunhão já experimentava a necessidade artística de
compartilhar sua criação expondo-a a outros olhares que não o seu. Organizou
seu ateliê aos vinte e dois anos, já interessado em peças de ferro. As premiações
se sucederam. Em 2003 foi nomeado Cavaleiro da Ordem das Letras e das Artes.

Peça em exposição
Passo de dança
O escultor aos dez anos
Jean-Pierre em seu ateliê
Imagens: Site oficial do escultor: www.jpaugier.fr/
Comente, comente, comente… vou amar!

 

Beijo&Carinho,
Jussara



13 thoughts on “Peças de ferro leves como ar(te)”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *