Conceito de Poesia

quinta-feira, janeiro 05, 2012 Jussara Neves Rezende 22 Comments


“Deus é poesia”, diziam os gregos na antiguidade. E hoje, poesia o que é? – perguntam os poetas, leitores, críticos, teóricos, professores e alunos. 
O dicionário do Aurélio esclarece: POESIA: sf 1. Arte de escrever em verso. 2. Composição poética de pouca extensão. 3. Entusiasmo criador. 4. Encanto, graça. Mas o pasmo geral não diminui: se poesia é uma composição poética pouco extensa, o que é o poema? 
A confusão que se faz é tanta que já chegaram a me afirmar que poema é uma poesia sem métrica e sem rima e que poesia é um poema rimado e metrificado!







Poesia e poema são, sem dúvida, coisas diferentes. Pedro Lyra chama a atenção para o fato de que “a poesia está no mundo antes de estar no poeta ou no poema”. É ela a substância imaterial que independe do poema e da linguagem e apenas se transforma em poesia através das palavras e mediante a atividade do poeta. Já o poema é o texto escrito (ou não) que consegue aprisionar a poesia.







Mas se não é qualquer pessoa que pode escrever um poema (“aprisionar” poesia é uma arte) qualquer um pode sentir a poesia presente nos atos da vida. Sentir poesia é parte mesmo da essência da nossa vida que constantemente busca o novo, o belo, em cujo encontro vamos desdobrando, ampliando e enriquecendo a humanidade.






Essa mesma humanidade, enriquecida, escreveu o seguinte sobre o que a poesia é:

“palavra-coisa”  (Jean-Paul Sartre)
“uma alegria eterna”  (Keats)
“palavras olhando apenas para si mesmas”  (Cecília Meireles)
“estrela que leva a Deus”  (Vitor Hugo)
“emoção recolhida em tranquilidade”  (Wordsworth)
“uma viagem ao desconhecido”  (Maiakovski)
“o que meu inconsciente me grita”  (Mário de Andrade)
“música que se faz com ideias”  (Ricardo Reis – Fernando Pessoa)
“a fala do infalível”  (Goethe)
“a ida ao fundo do desconhecido para encontrar o novo”  (Baudelaire)
“a expressão da imaginação”  (Shelley)
“a descoberta das coisas que eu nunca vi”  (Oswald de Andrade)



Imagens do Google Imagens




A lista poderia ser ainda maior se o mais importante não fosse descobrir o que para você é poesia!



Conte-me! Vou adorar saber!




22 comentários:

  1. Oi, Jussara,

    Vim retribuir a visita e dou de cara com esta questão tão complexa, que é a definição de poesia, rsrs. Dei uma olhada nas definições dos autores e fiquei pensando quão difícil é sintetizar tudo isso numa única frase, rsrs.
    Mas para mim poesia é a impressão interior, que nos toma diante de certas visões ou mesmo do conhecimento de certas coisas, rsrs. A poesia, às vezes é maravilhosamente expressa num poema, não é verdade? Há poemas que nos encantam pela graça com que o autor se expressa; ou pelo uso preciso das palavras, ou por seu poder de síntese, ou pela comoção que provoca, enfim, poemas, como você disse, são a expressão da coisa transcendente que se chama poesia, rsrs. Ufa, acho que falei demais.

    Beijoca e boa noite,

    ResponderExcluir
  2. Oi Jussara,que alegria ter vc lá no blog. No próximo sorteio vc participa,ok! O post ficou lindo e dizer o que é poesia pra mim é um pouco complicado,mas ouso em dizer que é a vida é uma constante poesia.
    Um feliz 2012 pra vc.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Marly,
    vc se saiu super bem no seu comentário! Poesia é isso mesmo. Às vezes diante de certas situações ela chega e simplesmente nos "toma", como vc disse. E esse momento é sempre mágico!
    Obrigada pela visita e pelo comentário, que amei!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  4. Oi, Cris,
    que bom tê-la aqui. Não falo sempre de poesia, rs... mas ela de certa forma está sempre presente. Creio que vc está certa. Se temos olhos abertos para ela, ela se abre diante de nosso olhar.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  5. Oi Jussara: Eu nao sei se em espanhol e português a definiçao de "poesia" seja muito diferente (tem palavras que sim, mesmo sendo iguais, tem significados completamente diferentes dependendo da língua), mas acho que esse nao é o caso. Poesia, para mim e um jeito através do qual a gente pode o nao levar a vida. E ver poesia em cada detalhe, é aceitar que Deus é o maior poeta de todos os tempos, nao acha? Já o poema é simplesmente a forma mais "concreta" de poesia... (Agora que li o comentário da Marly: ela explica o que eu penso mil vezes melhor ;)

    ResponderExcluir
  6. Para mim, poesia sair da superficialidade e olhar profundamente cada coisa da vida...
    Descobri uma coisa depois de ler seu post, não sou uma poetisa, uma escritora de poesia, mas sou uma SENTIDORA dela...
    Abraço,
    Keilla

    ResponderExcluir
  7. Que lindo post, Jussara!

    Lembra-se de quando lhe perguntei, lá na faculdade, se poderia definir mais ou menos assim: "Poema é o corpo; poesia é a alma" ? Será que é por aí ?

    Difícil, né?!



    Abraço apertado!!!

    Mirella

    ResponderExcluir
  8. Edelweiss, amei o que você disse sobre "ver poesia em cada detalhe, é aceitar que Deus é o maior poeta de todos os tempos". VERDADE! Flores que nascem na calçada, um sorriso, uma paisagem, o cheiro acre que sai do chão quente quando cai a chuva... É isto mesmo! Obrigada pela visita, pelo comentário, pela amizade!
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  9. Keilla,
    "sair da superficialidade...". Gostei do conceito! Gostei mais ainda de você se descobrir uma SENTIDORA DE POESIA. Coisa linda isso! Acho tristíssimas as vidas que não se deixam tocar pela beleza... e seguem porque o coração bombeia e os pulmões se enchem de ar! SENTIR POESIA é uma das coisas que dão sentido à vida!
    Abraço!
    Jussara

    ResponderExcluir
  10. Obrigada, Mirella,
    que bom encontrar seu comentário - sinal de que tem lido meu blog! =)
    "Poema é o corpo; poesia é a alma"... SIM! É exatamente por aí!
    Volte SEMPRE!
    Abraço e saudade!

    ResponderExcluir
  11. Nossas ânsias por definições. Adorei a do Fernando Lyra, como se a poesia sempre estivesse no mundo, antes de mim, antes de nós.
    Cena linda: meu novo vizinho abrindo a casa para a folia de Reis. Pura poesia!

    ResponderExcluir
  12. Teti, você fala das "nossas ânsias por definições"... de fato vivemos tentando organizar tudo para melhor nos situarmos no mundo/na vida, não é?
    Sabe os capítulos iniciais do Gênesis, a criação do mundo e do homem? "Tudo estava vazio, mas o Espírito de Deus pairava sobre as águas". LINDO. PURA POESIA. De fato ela - a poesia - está no mundo ante de nós.
    Que bom perceber poesia na cena que referiu. Viver só tem sentido assim.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  13. "O que meu inconsciente me grita (Oswald de Andrade)", é o que mais indentifica, em mim, a poesia, que depois pode e deve ser aprisionada pelas palavras. Numa prisão sem celas, grades ou portas, pois ela precisa correr o mundo livre, leve e solta... Já me disseram que a poesia está na ponta de um lápis, duma caneta, no branco da idéia do papel em branco. Também acho que poesia é um olhar diferente prás coisas do mundo. às vezes penso: Como é que as pessoas não enxergam a poesia contida dentro de um dia; do seu desabrochar ao seu encerramento? Poesia é faro, é farol, é o alimento da alma, a vivificação da vida...

    ResponderExcluir
  14. Sidnei,
    Obrigada por este comentário totalmente poético! “Poesia é faro, é farol” – amei este verso aliterante!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  15. Eu não podia deixar passar essa...Acho que poesia é algo que sábios e otários, ricos e pobres, negros e brancos, amarelos e vermelhos, gregos e baianos, além de gente como nós, tentaram definir, sem conseguir... rsrsr!!!!
    Jota é o Diamante Negro = José Ferreira

    ResponderExcluir
  16. Oi, José, você está certo. Todos tentam - desde sempre - e ninguém chega a uma definição... por isso, na nossa ânsia de entender as coisas, conceituamos. A vida fica mais organizada assim... rs
    Abraço!

    ResponderExcluir
  17. A poesia foi a mais suave amiga que me conquistou no dia 19 de setembro de 1995 e ajudou a compreender-me. Você sabia que foi a partir de sua 1ª aula de Literatura Portuguesa que entrei na fase madura da minha poesia? e foi na sua 1ª aula sobre o Classicismo que escrevi meu 1º poema metrificado? Todos os anos comento com meus alunos as suas palavras de consolo no dia em que fiquei em 2º lugar no varal de poesia e vc comparou-me(exageradamente gentil é claro)com Fernando Pessoa. Você nem imagina o efeito q as palavras por vc ditas naquele dia tem até hj sobre mim. Obrigada pelo seu carinho e estímulo!!!!

    ResponderExcluir
  18. Que bom, Fabiana, que pude ser bênção inspiradora em sua vida!
    A poesia, de fato, ajuda-nos a entender quem somos e a sermos em plenitude. Ela, acredito, é dom de Deus.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  19. Acho que se tentasse definir poesia eu seria técnica demais e poesia é pura emoção. Estou preparando meus alunos para a Olimpíada de Língua Portuguesa e é um prazer imenso falar sobre os textos poéticos.
    Postei mais uma janela restaurada, essa é com espelhos: http://www.deturistaaviajante.com/2012/02/espelhos-na-janela-de-demolicao.html

    ResponderExcluir
  20. Silmara,
    de fato as definições existem mais por uma questão didática, pois a poesia é feita mesmo para ser sentida, lida, ouvida: saboreada.
    Vou lá correndo ver a janela!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  21. Parabéns pelo Blog

    Sutilmente lindo e informativo.

    Compartilhei em meu Face.

    Paz e Bem

    ResponderExcluir
  22. “Pra mim poesia é tudo isso e um pouco além, o que minha alma, grita, meu peito palpita, meu corpo estremece, a soma de tudo que vivo e o sonho do que não vivo, mas persiste em gritar no peito, poesia é o cantar dos pássaros, o cintilar das borboletas o sol que nunca se põe, a lua que não se permite esconder, céu estrelado no cerrado, sol nascendo no horizonte, beijo apaixonado sob a chuva gelada de verão, poesia é o que sinto, como respiro e tudo que suspiro”... Morgana Fernandes

    www.enjoythesunwhileitlast.blogspot.com

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita e pelo comentário :)
Volte sempre!